Ouvir
Vibrato
Em Direto
Vibrato Pedro Rafael Costa

Letras de Canções


Ne ver, moy drug / Não creias, meu amigo

Letra Original:


Ne ver, moy drug (Poema de A. Tolstoy)

Ne ver, moy drug, ne ver
Kogda v poryve gorya
Ya govoryu, chto razlyubil tebya;
V otliva chas ne ver,
Ne ver izmene morya,
Ono k zemle vorotitsa lyubya.

Uzh ya toskuyu, prezhney strasti polny,
Svoyu svobodu vnov tebe otdam;
I uzh begut obratno s shumom volny
Izdaleka k lyubimym beregam.

Ne ver, moy drug, ne ver...

Ne ver, moy drug, ne ver
Kogda v poryve gorya
Ya govoryu, chto razlyubil tebya;
V otliva chas ne ver,
Ne ver izmene morya,
Ono k zemle vorotitsa lyubya.


Tradução para Português:


Não creias, meu amigo (Poema de A. Tolstoy)

Não creias, meu amigo,
Quando num acesso de tristeza
Eu digo que eu cessei de te amar -
Quando a maré baixa, não creias,
Não creias que o mar é infiel;
Ele regressará, docemente, para a terra.

Eu lamento-me novamente, apaixonadamente como antes;
Eu a ti submeterei a minha liberdade -
E já as ondas ruidosamente refluem
Distantes das praias amadas.

Não creias, meu amigo...

Não creias, meu amigo,
Quando num acesso de tristeza
Eu digo que eu cessei de te amar -
Quando a maré baixa,
Não creias que o mar é infiel;
Ele regressará, docemente, para a terra.