Ouvir
Caleidoscópio
Em Direto
Caleidoscópio MEDITERRÂNEO

Ópera

Met | Donizetti | O elixir de amor | 10 Fevereiro 17h00

Transmissão direta | Metropolitan Opera

|

Met | Donizetti | O elixir de amor | 10 Fevereiro 17h00 Met | Donizetti | O elixir de amor | 10 Fevereiro 17h00
de Nova Iorque

10 Fevereiro | 17h00



Nemorino: Matthew Polenzani (T)
Adina: Pretty Yende (S)
Belcore: Davide Luciano (BT)
Dr. Dulcamara: Ildebrando D’Arcangelo (B)

Coro e Orquestra do Metropolitan
Direção de Domingo Hindoyan



Para ler mais sobre esta récita, clicar aqui.





Transmissão em direto
a partir de The Metropolitan Opera de Nova Iorque
Realização e Apresentação: André Cunha Leal
Produção: Susana Valente





O elixir de amor

Ópera cómica em 2 atos

Música de Gaetano Donizetti (1797-1848)
Libreto de Felice Romani (1788-1865)


Esta obra foi criada em duas semanas, uma semana para a poesia e outra para a música, tendo o compositor e o libertista sido comissionados por Alessandro Lanari, empresário do Teatro della Canobbiana, para uma peça com urgência após o compositor originalmente contratado não ter entregue a obra prometida, destinada à temporada de 1832.
 
Inspiraram-se na opéra-comique de Auber, com libreto da autoria de Eugène Scribe, Le Philtre, estreada em Paris, a 15 de Junho de 1831, como modelo na criação de O Elixir de Amor. O enredo original francês, simples, tinha como base personagens e situações análogos a arquétipos típicos do teatro cómico universal. 
Donizetti e Romani descodificando a estrutura, reinventaram uma lógica e um discurso adaptados às tipologias e códigos teatrais italianos. 

L'elisir d'amore estreou no Teatro della Canobbiana de Milão, Itália, a 12 de maio de 1832.
Apesar de um entusiasmo contido do próprio compositor, obtém assinalável êxito, tornando-se numa das suas óperas mais vezes apresentada durante a sua vida e numa das primeiras a nunca ter saído de cena.


Para saber mais sobre os antecedentes e argumento desta ópera, clicar aqui.