“Peregrinação” é o filme português candidato aos Óscares e Goya 2019

Cinema Português  

“Peregrinação” é o filme português candidato aos Óscares e Goya 2019

A obra do realizador João Botelho foi escolhida pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema.

Artigo recomendado:
“Peregrinação” é o filme português candidato aos Óscares e Goya 2019
Cinema Brasileiro
"O Grande Circo Místico" de Cacá Diegues representa Brasil nos Óscares A longa-metragem, inteiramente rodada em Portugal, estreia a 3 de janeiro de 2019.

O filme “Peregrinação”, do realizador João Botelho ("A Corte do Norte", "Filme do Desassossego", "Os Maias") e produzido por Alexandre Oliveira da Ar de Filmes, foi eleito pela Academia Portuguesa de Cinema para representar Portugal na edição de 2019 dos Goya e dos Óscares, que se realizam, respetivamente, a 2 e a 24 de fevereiro.

“Peregrinação”, que estreou em Portugal a 1 de novembro de 2017 e foi distribuído pela NOS Audiovisuais, é a adaptação ao grande ecrã do primeiro best-seller português, “A Peregrinação” de Fernão Mendes Pinto. Editado 30 anos após a sua morte, em 1614, a obra épica relata a aventura do navegador português que partiu em 1537 para a Índia e percorreu os confins da Ásia ao longo de mais de duas décadas.

O filme conta com um elenco recheado de nomes nacionais e internacionais. Cláudio da Silva interpreta duas personagens, a do protagonista, Fernão Mendes Pinto, e a de António Silva, e é acompanhado por nomes como Cassiano Carneiro, Pedro Inês, Catarina Wallenstein, José Neto, Maya Booth, Pedro Lacerda, Jani Zhao e Zia Soares, entre muitos outros.

Filmado "em 14 semanas intensas", no verão de 2016 (China, Japão, Índia, Malásia e Vietname ) e na primavera de 2017 (Lisboa, Sintra, Vila do Conde, Tomar e Sesimbra), "o filme deve muito à fotografia do Luís Branquinho, que é quase pintura, mas distante, como tinha de ser, daquele estilo à Caravaggio de outros filmes meus, e ao guarda-roupa da Sílvia Grabowski, que me deu sugestões preciosas e fez roupa que eu não imaginaria”, explicou João Botelho.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Português