Cinema Português  

"A Portuguesa" de Rita Azevedo Gomes no Festival de Cinema de Berlim

A longa-metragem da realizadora portuguesa fará parte da secção Berlinale Forum do festival que decorre de 7 a 17 de fevereiro.

Artigo recomendado:
A Portuguesa de Rita Azevedo Gomes no Festival de Cinema de Berlim
Cinema Português
“Serpentário” de Carlos Conceição no Fórum do Festival de Berlim A primeira longa-metragem do realizador português terá estreia mundial numa das secções paralelas do certame alemão.

O filme "A Portuguesa", de Rita Azevedo Gomes, estará presente na 69ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim, integrado na secção Berlinale Forum, anunciou esta sexta-feira a produtora Basilisco Filmes.

"A Portuguesa" é inspirado no conto de Robert Musil, "Die Portugiesin", com adaptação e diálogos de Agustina Bessa-Luís. Tem como intérpretes Clara Riedenstein, Marcello Urgeghe, Rita Durão, Pierre Léon, João Vicente, Manuela de Freitas, Adelaide Teixeira, Alexandre Alves Costa e Ingrid Caven.

A estreia comercial em Portugal está marcada para 28 de Fevereiro, com distribuição da Leopardo Filmes.

SINOPSE

No norte de Itália, os von Ketten (Delle Catene como são conhecidos nas redondezas), servem-se da ascendência germânica conforme lhes convém. Disputam as forças do Episcopado de Trento, apoderando-se de tudo o que está ao seu alcance, com astúcia e calma.

Para que nada limite o campo de acção, Herr Ketten procura casamento num país distante: Portugal. Durante o ano de lua-de-mel, na viagem de regresso, nasce o primeiro filho. Mas, mal chegam ao castelo, Ketten parte de novo para a guerra. A portuguesa, contrariando a vontade do marido, recusa-se a regressar a Portugal.

Onze anos decorrem, entre contendas e escaramuças e von Ketten raramente vai a casa. Correm rumores à volta da presença daquela ‘estrangeira’, isolada no castelo sombrio, rodeada pelas aias e escravas moiras e na companhia de Pêro Lobato, um primo que chegou de visita. Há quem diga que ela é uma herege… Até que um dia o Bispo de Trento acaba por morrer. Com a assinatura da paz, chega ao fim uma luta de sucessivas gerações. Assim, cai o pano de fundo da vida de von Ketten. A portuguesa, que sonhara com uma terra cheia de inesperado, vê regressar a casa um ser indefeso, febril, enfraquecido. Neste fim aparente, a portuguesa vence onde a morte parecia querer entrar...

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Português