A fé explosiva num tempo de crise ambiental
Ethan Hawke no papel de um capelão atormentado.

Veneza 2017  

A fé explosiva num tempo de crise ambiental

"First Reformed" de Paul Schrader é um dos filmes mais interessantes da competição oficial do 74º Festival de Veneza.

Média Cinemax:
4.167

Um ex-capelão do exército responsável pela pequena igreja-museu, First Reformed, tenta superar a dor de ter perdido o filho, na guerra do Iraque.

A história é escrita e realizada por Paul Schrader, argumentista de filmes como "Taxi Driver" ou "Touro Enraivecido".

Toller, interpretado por Ethan Hawke é um homem atormentado por demónios pessoais e sentimentos de culpa pela morte do filho e também pelo divórcio que se seguiu.

Mas os seus dilemas pessoais vão ganhar uma nova dimensão, quando confrontado com as dúvidas de Mary, interpretada por Amanda Seyfried. A jovem está grávida do primeiro filho, mas o marido não quer ter a criança, por considerar que o mundo não tem qualquer salvação ou futuro.

O jovem pai é um militante ambientalista, e confronta o pastor, com uma lista infindável de estatísticas alarmantes sobre o estado em que a humanidade está a deixar o planeta.

Será que Deus perdoa pelo que estamos a destruir?

Esta é pergunta colocada pelo jovem e uma das premissas mais interessantes do filme, que permite a Paul Schrader passar do drama pessoal para questões mais globais.

O pastor Toller, que vive numa espécie de delírio de sofrimento, entre práticas sacrificiais e garrafas de whisky, mergulha num outro tormento, ao procurar saber mais sobre as questões ambientais e ao questionar porque razão a Igreja não assume posição firme sobre um pecado à escala global.

Alimentado por uma fé 'explosiva', Toller vai transformar-se num justiceiro em defesa do ambiente, tal como acontecia em "Taxi Driver", com o vingador alucinado interpretado por Robert de Niro.

"First Reformed" é uma boa surpresa na competição do Festival de Veneza e permite ao ator Ethan Hawke, um dos papéis mais interessantes da sua carreira.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Veneza 2017