A indignação passa pela Festa
"Après Mai", de Olivier Assayas: filme sobre o movimento underground francês nos anos 70

Mostra  

A indignação passa pela Festa

Filmes sobre movimentos de indignados incluídos na 13ª Festa do Cinema Francês que decorre em outubro e novembro.

A Festa do Cinema Francês, que arranca em outubro, em Lisboa, mostrará cerca de 50 filmes da recente produção francesa, com particular atenção para os movimentos cívicos pela democracia, informou hoje a organização.

A 13ª edição decorrerá de 4 a 14 de outubro, em Lisboa, seguindo depois para outras cinco cidades portuguesas, vai exibir 52 filmes, dos quais 20 serão em antestreia nacional, homenagear o realizador Olivier Assayas, fazer uma retrospetiva do cineasta Jacques Audiard e ter a atriz e cantora Maria de Medeiros como madrinha.

Nessa condição, Maria de Medeiros escolherá seis filmes que realizou ou nos quais participou, como "Três irmãos" (1994), de Teresa Villaverde, "Capitães de Abril" (2000) e "F L'abri de la Tempête" (2010), de Camille Brottes Beaulieu.

A Festa do Cinema Francês vai abrir no cinema São Jorge com a comédia "Paulette", de Jérôme Enrico, em antestreia mundial, e contar com a presença da protagonista, a atriz Dominique Lavanant.

O encerramento em Lisboa ficará por conta da antestreia nacional de "De Rouille et D'os", de Jacques Audiard, com Marion Cotillard.

A organização, a cargo do Instituto Franco-Português, sublinhou que, além das comédias e dramas, da ficção e documentário que tornam o cinema francês "bastante diversificado, mas com identidade forte", a Festa do Cinema Francês estará "atenta às inquietações e à realidade social".

Um ano depois de ter sido exibido no DocLisboa, a Festa do Cinema Francês mostrará o documentário "Fragments d'une Revolution", filme coletivo feito durante as eleições de 2009, no Irão, e "Indignados", do realizador Tony Gatlif, inspirado em "Indignai-vos", de Stéphane Hessel, com imagens de protestos em Espanha, França e Grécia.

A eles juntar-se-á ainda o documentário "Portugal, os Caminhos da Incerteza", feito por François Manceaux, em parceria com a SIC Notícias ao longo de um ano, entre 05 de outubro de 2010 e 05 de outubro de 2011.

O público português poderá escolher o melhor dos dez filmes franceses em competição, entre os quais "Captive", de Brillante Mendoza, com Isabelle Huppert, "Frango com Ameixas", de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud, com Maria de Medeiros, "Paulette", de Jérôme Enrico, e "Sur la
Piste du Marsupilami", de Alain Chabat, a partir de uma banda desenhada de Spirou.

A homenagem ao realizador e argumentista Olivier Assayas, que será feita em parceria com a Cinemateca Portuguesa, incluirá 12 filmes e o mais recente, "Aprs Mai", que será exibido em Lisboa, ainda antes da estreia em França.

Destaque ainda para o ciclo Universo de animação, com filmes como "O Planeta Selvagem" (1973), de René Laloux, "Le tableau" (2011) e "Zarafa"
(2012), de Rémi Bezançon e Jean-Christophe Lie.

Depois de Lisboa, a Festa do Cinema Francês seguirá, cronologicamente, para Almada, Faro, Porto, Coimbra e Guimarães, estando confirmadas exibições de alguns filmes em Évora, Estarreja, Seixal e Setúbal.

Toda a programação pode ser consultada em www.festadocinemafrances.com.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema EuropeuFestival