A redenção de Clint Eastwood
Clint Eastwood fotografo por Annie Leibovitz para o mais recente portfolio de Hollywood da revista Vanity Fair:
não há diferença entre a pose do cineasta, fora de cena, e a postura da personagem de Walter Kowalsky

Mais CinemaCinema Norte-americanoDramaMais CinemaMais Cinema  

A redenção de Clint Eastwood

"Gran Torino" não é apenas o novo filme de Clint Eastwood. É uma peça fundamental no conjunto da obra do cineasta.

Viúvo, ex combatente da guerra da Coreia e reformado da indústria automóvel de Detroit. Não há qualquer delicadeza em Walt Kowalsky, um homem rancoroso que resiste num bairro tradicional que foi sendo ocupado por asiáticos.

Walt observa o mundo a partir do alpendre da sua casa tipicamente americana e vê muito do que está a mudar. A dada altura interessa-se pela sorte de Thao (Bee Vang), um jovem chinês que parece resistir à influência negativa do gang asiático que impõe a lei na rua. Armado, Walt revela-se uma espécie de alter ego de Dirty Harry.

"Gran Torino" é um filme duro sobre a encruzilhada social da América, com uma agenda pertinente que amplia as preocupações centrais do cinema de Eastwood: família, civismo, guerra, fé, envelhecimento... Foi considerado um libelo contra a América da era Obama, o que corresponde a uma visão equivocada: este é um filme sobre este tempo mas está focado na ideia de que é necessário ser mais tolerante e cessar a hostilidade baseada na desconfiança racial.

De qualquer modo, apesar da relevância da agenda, apetece sublinhar o facto de Clint Eastwood ressurgir no primeiro desempenho desde "Million Dolar Baby - Sonhos Vencidos", manipulando a própria imagem e a dimensão iconográfica das suas personagens: seja o implacável e agreste Dirty Harry ou o desajustado Bronco Billy. Geralmente, as personagens de Clint Eastwood são assim, como Walt Kowalsky, homens fora do seu tempo, indivíduos deslocados que testemunham os paradoxos do Século XX Americano.

O actor admitiu que este seria o seu derradeiro papel e tendo em conta o desfecho do filme isso faz sentido. "Gran Torino" confirma-o como um ícone americano e redime-o de qualquer pecado, baseado na intolerância ou preconceito, que as suas personagens possam ter cometido...

GRAN TORINO

De Clint Eastwood com Clint Eastwood, Geraldine Hughes, John Carrol Lynch; Drama, Thriller;116m; M/12; EUA;2008

 

 

 

 


por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaCinema Norte-americanoDramaMais CinemaMais Cinema