ASSIM NASCE UMA ESTRELA (1954)
James Mason e Judy Garland — Hollywood e o amor pelo cinema

DVD Memória  

ASSIM NASCE UMA ESTRELA (1954)

O novo filme com o par Bradley Cooper/Lady Gaga é um herdeiro directo de uma bela tradição hollywoodiana — nessa tradição, o filme de George Cukor, com James Mason/Judy Garland, emerge como um clássico absoluto.

Crítica recomendada:
ASSIM NASCE UMA ESTRELA (1954)
Estreias
Música, canções e emoções Começou por ser um projecto insólito no interior da grande máquina de Hollywood: "Assim Nasce uma Estrela" é um filme que corre o risco de ...

Perante a estreia da nova versão de “Assim Nasce uma Estrela”, com Lady Gaga e Bradley Cooper, somos inevitavelmente levados a evocar as versões anteriores — começando pela de 1976, com Barbra Streisand e Kris Kristofferson (precisamente aquela que o novo filme identifica como inspiração principal), depois recuando até ao original de 1937, com Janet Gaynor e Fredrich March. Seja como for, a memória mais forte provém da versão de 1954 — tem assinatura de um mestre da idade clássica de Hollywood: George Cukor.

Judy Garland — a versão de 1954 de “Assim Nasce uma Estrela” é um dos momentos fulcrais da carreira dessa actriz, cantora, entertainer que encarna como poucas actrizes (ou actores) os valores mais puros do espectáculo cinematográfico. Admiravelmente dirigida por George Cukor, ela contracenava com um grande senhor da mesma época, infelizmente muito esquecido — é ele James Mason

A história da cantora que se transforma numa estrela é a história desses dois seres — um homem e uma mulher ligados pelo amor do espectáculo, feridos pela vertigem do álcool. George Cukor filmava, afinal, os bastidores de Hollywood como um drama tecido de utopias e tragédias. No trailer da época, a Warner Bros, definia o filme como “o acontecimento mais aguardado na história do espectáculo” e, mais do que isso, o começo de “uma nova era”.


O filme foi nomeado para seis Oscars de 1954, mas não ganhou em nenhuma categoria. O certo é que, quando olhamos agora para a produção dessa década gloriosa, compreendemos que “Assim Nasce uma Estrela” é um admirável espelho, terno e cruel, do cinema — entenda-se: das pessoas que fazem e amam o cinema.

por
publicado 22:29 - 17 outubro '18

Recomendamos: Veja mais Artigos de DVD Memória