Almodóvar abraça o passado
Cannes '09: Almodóvar beijando Penélope Cruz:
momento de sintonia durante a sessão fotográfica de "Abraços Desfeitos"

Cinema EuropeuMais CinemaMais CinemaMais CinemaMelodramaMais Cinema  

Almodóvar abraça o passado

Um jogo refinado de metáforas entre o cinema e a realidade numa história de amor trágico.

Um antigo realizador de cinema, é agora escritor de argumentos depois de um acontecimento que lhe mudou o rumo de vida. Há 14 anos Matteo (Lluís Homar) apaixonou-se pela actriz principal de uma comédia que estava a realizar. Lena (Penélope Cruz) era mulher de um rico empresário que viria a ser o maior patrocinador do filme. Tem o sonho de ser actriz  e encontra no cinema a única forma de felicidade.

O romance proibido irá conduzi-los à tragédia. Matteo ficou cego, assumindo a figura charmosa e sedutora de nome Harry Caine, pseudónimo com que assina argumentos para cinema, e com que enterrou o passado e a dor.

Pedro Almodóvar faz um exercício de duplos sentidos, através da cegueira de um realizador, traído pela equipa, impossibilitado de completar a sua obra, que prefere apagar o que se passou há 14 anos.

No festival de Cannes, onde o filme foi apresentado, o realizador defendeu a posição do cinema europeu, que protege os direitos dos autores, e onde seria impossivel "roubar" um filme. Falou da Espanha pós-franquista, e de como um país inteiro foi forçado a esquecer o passado para seguir em frente.

Nesta história dentro do cinema, há um outro filme que está a ser rodado e que permite a Pedro Almodóvar reencontrar um projecto de há 20 anos, com uma recriação de "Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos" - muito oportuno porque o filme é redescoberto nos Estados Unidos durante este Outono através da filmagem de uma série de televisão e de uma adaptação para um musical da Broadway.

A comédia é aqui assumida como elemento de ficção da história, porque no balanço final, "Abraços Desfeitos" é um melodrama, pintado com as cores guerridas do cinema de Pedro Almodóvar mas com um coração muito negro.

 
ABRAÇOS DESFEITOS
De
Pedro Almodóvar
com Penélope Cruz, Rubén Ochandiano, Blanca Portillo
Drama
129m
M/12
ESPANHA
2009

>Ouça antevisão com depoimentos de Pedro Almodóvar

 

 

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema EuropeuMais CinemaMais CinemaMais CinemaMelodramaMais Cinema