As Linhas de Wellington na corrida ao Oscar
John Malkovich lidera o elenco internacional da produção portuguesa indicada para o Oscar de filme estrangeiro.

Cinema PortuguêsOscar 2014  

"As Linhas de Wellington" na corrida ao Oscar

A produção história sobre as invasões francesas foi escolhida pela Academia Portuguesa de Cinema para representar Portugal no processo de seleção dos candidatos ao Oscar de melhor filme estrangeiro do ano.

Artigo recomendado:
As Linhas de Wellington na corrida ao Oscar
Cinema Norte-americano
Ellen DeGeneres apresenta a próxima cerimónia dos Oscars A Academia de Hollywood anunciou a sua escolha para a apresentação da próxima cerimónia dos Oscars: Elle DeGeneres vai regressar, voltando ...

O filme "As Linhas de Wellington", da realizadora chilena Valeria Sarmiento, é o candidato de Portugal a uma nomeação para o Óscar de melhor filme estrangeiro, os prémios norte-americanos de cinema,  anunciou a Academia Portuguesa de Cinema.

"As Linhas de Wellington", produzido por Paulo Branco e rodado em Portugal, recria um episódio da História de Portugal, a terceira invasão francesa no começo do século XIX, quando o general Arthur Wellesley, duque de Wellington, liderou um exército anglo-português e utilizou uma linha de fortificações que protegia Lisboa - as Linhas de Torres Vedras.

Com argumento de Carlos Saboga, a longa-metragem é também um fresco social sobre aquela época, acompanhando, em vários momentos, histórias individuais de pessoas de diferentes estratos sociais, que se vão cruzando na narrativa, à medida que as tropas francesas tentam avançar no terreno.

O júri, que escolheu por maioria esta longa-metragem para a corrida aos Óscares de 2014, foi composto pela atriz Anabela Teixeira, pela produtora Pandora da Cunha Telles, pelo argumentista Possidónio Cachapa, pelo realizador Vicente Alves do Ó e pelos directores de fotografia Luís Branquinho e Tony Costa.

"Uma produção de época muito conseguida fazendo-nos mergulhar no passado, conglomerando os mais diversos talentos numa obra de rasgo, profunda, ecléctica e transversal", afirma o júri na justificação da escolha do filme.

É uma produção em que "o cinema, a História e Portugal se encontram numa visão trágica da condição humana e da dura realidade da guerra que nos faz reflectir sobre os êxodos contemporâneos de países em guerra", sustentam.

O filme foi rodado em vários locais de Portugal, em particular na região de Torres Vedras. Além da longa-metragem, foi feita uma série de televisão.

Quando o filme foi apresentado em Lisboa, Paulo Branco afirmou que "As Linhas de Wellington" eram um pouco "um épico, quase o nosso 'Guerra e Paz'", e iria "chamar a atenção para um episódio histórico importantíssimo, desconhecido internacionalmente".

Do elenco fazem parte Nuno Lopes, Carloto Cotta, Victória Guerra, Albano Jerónimo, Soraia Chaves, Maria João Bastos, Afonso Pimentel, Joana de Verona e nomes internacionais como John Malkovich, Catherine Deneuve, Isabelle Huppert, Chiara Mastroianni e Michel Piccoli, além de cinco mil figurantes.

A edição de 2014 dos Óscares, os prémios de cinema atribuídos nos Estados Unidos, está marcada para o dia 2 de março e a cerimónia será conduzida pela apresentado Ellen DeGeneres.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema PortuguêsOscar 2014