Cannes 2012: filmes em consideração
Robert Pattinson em "Cosmopolis": uma das produções mais aguardadas do ano terá ante-estreia mundial em Cannes.

Cannes 2012  

Cannes 2012: filmes em consideração

Manoel de Oliveira, David Cronenberg, Walter Salles, Wong Kar-way e Michael Haneke devem regressar à seleção oficial do festival francês.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 Cannes 2012: filmes em consideração
Pela Estrada Fora Nova Iorque, final da década de trinta. Depois da morte do pai, Sal Paradise conhece Dean Moriarty, um ex-prisioneiro com uma moral flexível e um charme devastador. A obsessão de Sal pela escrita fascina Dean. Sal admira a liberdade de Dean. Tornam-se amigos. A eles junta-se Marylou, a mulher de Dean. Os três viajam pelos Estados Unidos celebrando a liberdade.
Artigo recomendado:
Cannes 2012: filmes em consideração
Mais Cinema
"Cosmopolis": datas de estreia em Portugal e no Brasil Novo filme de David Cronenberg terá distribuição internacional a partir da segunda quinzena de maio.

O Festival de Cannes prepara-se para celebrar 65 anos construindo uma seleção oficial em torno dos novos filmes de uma dezena de autores prediletos. A saber: "Love" do austríaco Michael Haneke, "Angels Shares" do inglês Ken Loach, "On The Road" do brasileiro Walter Salles, "Cosmopolis" do canadiano David Cronenberg, "The End" do iraniano Abbas Kiarostami, "The Grandmaster" do chinês Wong Kar-wai, "Big House" do italiano Matteo Garrone, "Rust and Bone" do francês Jacques Audiard, "Beyond The Hills", do romeno Cristian Mungiu, e "O Gebo e a Sombra", de Manoel de Oliveira.

O cinema destes autores está fortemente ligado à história recente de Cannes e quatro deles - Haneke, Loach, Kiarostami e Mungiu - já ganharam a Palma de Ouro.

A presença portuguesa parece adquirida através da nova produção de Paulo Branco - "Cosmopolis" estreia nessa altura em França (ver artigo recomendando) - e do novo de Manoel de Oliveira - "O Gebo e a Sombra" está concluído a tempo de ser selecionado e poderá surgir em seleção oficial mas fora de competição.

O cinema latino (América do Sul e México) deverá ocupar uma boa quota da selecção oficial. "Post Tenebras Lux" do diretor mexicano Carlos Reygadas, "Elefante Blanco" do argentino Pablo Trapero, "No" do chileno Pablo Larrain, e "Heli" do mexicano Amat Escalante, são quatro obras que devem surgir na seleção final, distribuídos entre a competição principal e a secção un Certain regard.

Outros sérios concorrentes são "The Congress" do israelita Ari Folman, "In The Fog" do ucraniano Sergei Loznitsa, "Something in The Air" do francês Olivier Assayas, "The We and The I" do francês Michel Gondry, a trilogia "Paradise" do austríaco Ulrich Seidl e "Laurence Anyways" do canadiano Xavier Dolan.

O cinema sul coreano pode marcar presença através dos novos filmes de três autores acarinhados pelo festival: "Stoker", o novo thriller de Park Chan-wook protagonizado por Nicole Kidman, "In Another Country" de Hong Sang-soo e "The Taste of Money" de Im Sang-soo.

O festival poderá valorizar a descoberta de novos filmes de autores menos populares, como o russo Alekxei German ("Hard To Be a God"), o espanhol Jaime Rosales ("Dream and Silence"),o chinês Lu Chuan ("The Last Supper"), o iraniano Bahman Ghobadi ("Rhinos Season") e o japonês Koji Wakamatsu ("A Life in Four Chapters"), realizador de "O Bom Soldado" e "Exército Vermelho Unido".

Entre as produções norte-americanas especula-se sobre as presenças de "The Master" de Paul Thomas Anderson, "Killing Them Softly" do australiano Andrew Dominik, "Nero Fiddled" de Woody Allen, "Voyage of Time" de Terrence Malick (seria um regresso surpreendente, um ano após ter ganho a Palma de Ouro com "A Árvore da Vida"), e até mesmo "Lowlife", o novo filme de James Gray, que está a ser rodado.

A seleção de filmes franceses deverá incluir "Dans la Maison" de François Ozon, "Michael Kohlhaas" de Arnaud des Pallières, "Journal de France" de Raymond Depardon & Claudine Nougaret, "Superstar" de Xavier Giannoli e "Holly Motors" de Leos Carax, sem esquecer os filmes de animação "The Suicide Shop" de Patrice Leconte e "Aya de Yopougon" de Clément Oubrerie & Abouet Marguerite.

por
publicado 19:47 - 13 março '12

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cannes 2012