Cannes 2021: Spike Lee terá júri diverso e global

Cannes 2021  

Cannes 2021: Spike Lee terá júri diverso e global

O festival de cinema revelou hoje a constituição do júri da competição oficial.

Cinco mulheres e três homens de sete nacionalidades, provenientes de cinco continentes. Assim é o júri da edição 2021 do Festival de Cannes, presidido por Spike Lee. O grupo terá a responsabilidade de julgar os 24 filmes da competição internacional no evento que decorre de 6 a 17 de julho.

Os nomes escolhidos são os seguintes:

Spike Lee - Presidente do júri

Realizador, produtor, argumentista (Estados Unidos)

Mati Diop
Realizadora (França, Senegal)

Vive e trabalha entre Paris e Dakar. O seu primeiro filme, "Atlantis" (2019) foi selecionado para a competição oficial em Cannes e recebeu o Grande Prémio.

Mylène Farmer

Cantora, compositora (Canadá, França)

Com uma carreira que dura há mais de três décadas, vendeu milhões de discos e colaborou com cineastas de renome como Abel Ferrara, Luc Besson, ou Olivier Dahan. Em 2018 integrou o elenco de "Ghostland", o filme de Pascal Laugier.

Maggie Gyllenhaal
Atriz, produtora, argumentista, realizadora (Estados Unidos)

Começou a carreira no filme "Donnie Darko" (2001). Entre os papéis que lhe geraram fama encontram-se "Secretary" (2002) e "Sherrybaby" (2006). Em 2009, recebeu grande aclamação pelo papel em "Crazy Heart" que lhe valeu a primeira nomeação para o Oscar. Recebeu um Globo de Ouro pela minissérie "The Honourable Woman" (2014), que produziu e protagonizou. Em 2018, produziu, e protagonizou o thriller "The Kindergarten Teacher". Recentemente, estreou-se na realização com "The Lost Daughter".

Jessica Hausner
Realizadora, produtora, argumentista (Áustria)

As suas duas primeiras longas-metragens "Lovely Rita" (2001) e "Hotel" (2004), estrearam em Cannes, na secção "Un Certain Regard". Em 2009, o seu filme "Lourdes" foi selecionado para o Festival de Veneza onde recebeu o Prémio FIPRESCI a que se seguiu o prémio de Melhor Atriz entregue pela Academia Europeia a Sylvie Testud.

Mélanie Laurent

Atriz, realizadora, argumentista (França)

Vencedora de dois prémios César da Academia Francesa, participou em mais de 40 filmes. Fez parte do elenco de "Inglorious Basterds", de Quentin Tarantino, exibido na competição de Cannes em 2009. Deste então, trabalhou com cineastas como Mike Mills, Denis Villeneuve, ou Angelina Jolie. Estreou-se na realização com "Les adoptés" (2011), seguindo-se "Respire", exibido na Semana da Crítica em 2014.

Kleber Mendonça Filho

Realizador, produtor, argumentista (Brasil)

Recifense e nordestino de alma e coração, Kleber Mendonça Filho tornou-se programador e crítico de cinema enquanto dirigia curtas-metragens. A sua primeira longa-metragem "O Som em Redor" estreou no Festival de Cinema de Roterdão em 2012 e representou o Brasil nos Óscares. O New York Times classificou-o entre os dez melhores filmes do ano. "Aquarius", com Sonia Braga, esteve em competição no 69.º Festival de Cannes, antes de ser nomeados para os prémios César. Em 2019, "Bacurau", que co-dirigiu com Juliano Dornelles, esteve em Competição em Cannes e ganhou o Prémio do Júri. Kleber Mendonça Filho também é programador de cinema do Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro e de São Paulo, além de diretor artístico da Janela Internacional de Cinema do Recife.

Tahar Rahim
Ator (França)

Revelado em 2009 no filme "A Prophet", de Jacques Audiard, vencedor do Grande Prémio no Festival de Cannes desse ano, Tahar Rahim recebeu o César de melhor esperança masculina e melhor ator, dois de nove prémios da Academia Francesa entregues ao filme. Regressa à competição de em "Le Passé", de Asghar Farhadi, e "Grand Central", de Rebecca Zlotowski (2013). Protagonizou filmes de Teddy Lussi-Modeste, Éric Toledano e Olivier Nakache.

Song Kang-ho
Ator (Coreia do Sul)

Desde que se estreou há 26 anos, Song Kang-Ho apareceu em mais de 40 filmes, incluindo "Snowpiercer" (2013) e o sucesso planetário "Parasitas" (2019), de Bong Joon-ho, o primeiro filme coreano a ganhar a Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes e a ganhar quatro Oscars. Integra a lista 2020 dos "25 melhores atores do século XXI" publicada no The New York Times. Recentemente, terminou de filmar com Han Jae-rim e Hirokazu Kore-eda.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cannes 2021