Cimino e Spike Lee homenageados em Veneza
O cineasta Spike Lee será homenageado no decorrer do festival de Veneza.

Veneza 2012  

Cimino e Spike Lee homenageados em Veneza

Dois realizadores norte-americanos são as personalidades que protagonizarão as homenagens da 69ª edição do Festival de Veneza.

Cinemax Rádio:
Outros Áudios
Veneza 2012: Antevisão homenagens

O festival de veneza vai premiar o realizador, argumentista e produtor Spike Lee com o prémio Glory to the Filmmaker, patrocinado pelo relojoeiro suiço Jaeger-LeCoultre

O diretor do Festival de Cinema de Veneza, Alberto Barbera, fundamentou este reconhecimento declarando que "Spike Lee é um espírito arrojado criativo, o autor de filmes ousados ​​e corrosivos, muitas vezes imprevisíveis e que nos desafiam a repensar os nossos preconceitos. "

No âmbito desta homenagem, o Festival de Cinema de Veneza vai apresentar, em antestreia mundial, o novo documentário de Spike Lee, "Bad 25", filmado para assinalar o 25º aniversário de "Bad", o álbum histórico de Michael Jackson. Spike Lee realizou dois vídeos para as canções "They Don't Care About Us" (1997) e "This Is It" (2009).

Spike Lee participou de oito edições anteriores do Festival Internacional de Cinema de Veneza, tendo estado na seleção oficial competitiva com com "Mo'Better Blues - Quanto Mais Melhor" (1990) e "Passadores" (1995).

Spike Lee é considerado o mais famoso dos realizadores afro-americanos e uma das personalidades mais importantes no cinema americano nos últimos 30 anos. Os seus filmes lidam com questões políticas e sociais, como o racismo e as relações inter-raciais.

O prémio Glory to the Filmmaker será atribuído numa cerimónia a realizar dia 31 de agosto. Em edições anteriores distinguiu, entre outros, Takeshi Kitano (2007), Abbas Kiarostami (2008), Agnès Varda (2008), Sylvester Stallone (2009), e Al Pacino (2012).

Michael Cimino recebe prémio Persol

O festival entregará o Prémio Persol ao realizador norte-americano Michael Cimino. Esta homenagem pretende celebrar uma lenda do cinema internacional, autor relegado ao esquecimento, que realizou 7 longas-metragens em quatro décadas e que nos seus filmes valorizou a paisagem norte-americana.

Valorizando esta escolha, o diretor do festival, Alberto Barbera, afirmou que "é um reconhecimento tardio da grandeza de um cineasta visionário, uma das vozes mais intensas e original no cinema americano dos últimos 40 anos, gradualmente reduzida ao silêncio após o fracasso de bilheteira de uma obra-prima em que os produtores aplicaram cortes sem sentido."

Barberra referia-se ao clássico "As Portas do Céu" (1980), que será exibido com uma cópia restaurada no âmbito da homenagem - o filme foi originalmente apresentado numa versão integral, no Festival de Cinema de veneza em 1982.

Cimino tornou-se num dos cineastas mais apreciados e influentes de sua geração com "O Caçador" (1978). Trata-se um filme de guerra atípica sobre uma América dividida por questões que ameaçavam os seus valores básicos e incapaz de superar os traumas da guerra do Vietname. Robert De Niro, Christopher Walken, John Savage e Meryl Streep fazem parte do elenco de uma obra premiada com cinco Oscars, incluindo melhor filme e melhor realizador.

Durante a década de 1980 Cimino dirigiu três filmes: "O Ano do Dragão" (1985), com Mickey Rourke no papel principal, é um retrato da máfia chinesa, co-escrito por Oliver Stone: "O Siciliano" (1987), com Christopher Lambert e John Turturro, e "A Noite do Desespero" (1990), reunindo Mickey Rourke, Anthony Hopkins e Mimi Rogers.

Na década seguinte, em 1996, Cimino retomou a realização dirigindo "Espírito do Sol", com Woody Harrelson, uma obra que foi selecionada para a competição oficial do Festival de Cannes. No entanto, essa visibilidade não chegou para relançar a sua carreira.

O prémio Persol será atribuído numa cerimónia que decorrerá no Lido dia 30 de agosto.

por
publicado 12:56 - 24 agosto '12

Recomendamos: Veja mais Artigos de Veneza 2012