Cocktail Ferrara
O cinema de Ferrara oscilando entre as memórias
do "noir" dos anos 40 e a comédia dramática

Mais CinemaCinema EuropeuCinema Norte-americano  

"Cocktail" Ferrara

"Histórias de Cabaret" é um objecto nostálgico que prolonga o singular trabalho de Abel Ferrara, um independente americano, neste caso a filmar em... Itália

Será Abel Ferrara o derradeiro símbolo de um conceito radical de cinema independente (americano), de facto exterior aos grandes estúdios e apostando sempre num gosto heterodoxo de experimentação?

Responder afirmativamente será um exagero, quanto mais não seja porque os mecanismos de produção estão mais diversificados e são mais híbridos do que nunca. Mas, pensando apenas em estreias de anos recentes, vale a pena lembrar que Ferrara é o cineasta de "coisas" tão estranhas — e tão interessantes — como "New Rose Hotel" (1998), "Nosso Natal" (2001) e "Maria Madalena" (2005).

"Histórias de Cabaret" (2007) — título original: "Go Go Tales" — é mais um projecto "impossível" que Ferrara concretiza com o sentido prático de um verdadeiro artesão. Que é como quem diz: um misto nostálgico de filme noir dos anos 40 e comédia dramática, centrado nas atribulações de bastidores de um cabaret de striptease, muito americano pelo universo retratado e pela sensibilidade do olhar, mas rodado em... Itália.

E não deixa de ser curioso sublinhar que Ferrara filmou nos lendários estúdios da Cinecittà, ligados não apenas às grandes produções de Federico Fellini, mas a muitas décadas das mais genuínas tradições cinematográficas italianas. Dir-se-ia que ele veio à Europa, desfrutando dos respectivos recursos de produção e acrescentando algumas heranças da sua própria cultura cinematográfica. É caso para dizer que o "cocktail" resulta — e define um criador que, em qualquer caso, não abdica do individualismo do seu olhar.

 

 

HISTÓRIAS DE CABARET - GO GO TALES

De Abel Ferrara
com Willem Dafoe, Bob Hoskins, Asia Argento
Comédia Dramática
96m
M/16
Estados Unidos da América, Itália
2009

 Ouça a crítica de João Lopes

 

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaCinema EuropeuCinema Norte-americano