Concha de Ouro de San Sebastian vai para a Colômbia

Festival  

Concha de Ouro de San Sebastian vai para a Colômbia

"Los Reyes del Mundo", de Laura Mora recebeu o principal prémio do festival que termina este sábado.

O filme de Laura Mora "Los reyes del mundo", uma co-produção entre a Colômbia, Luxemburgo, França, México e Noruega, sobre cinco jovens pobres de Medellín que partem numa viagem em busca da terra prometida, ganhou a Concha de Ouro no 70.º Festival de San Sebastian.

O júri atribuiu ainda a Concha de Prata para Melhor Realizador ao japonês Genki Kawamura pela sua primeira obra, "Hyakka" (A Hundred Flowers), enquanto o prémio para Melhor Argumento foi para os chineses Dong Yun Zhou e Wang Chao pelo seu trabalho no filme deste último, "Kong Xiu" (A Woman).

Os jovens Carla Quílez e Paul Kircher ganharam ex-aequo a Concha de Prata para a melhor interpretação, por "La Maternal" de Pilar Palomero (Espanha) e "Le lycéen" de Christophe Honoré (França), respectivamente.

Renata Lerman ganhou o prémio de Melhor Actriz Secundária por "El suplente" do argentino Diego Lerman. Manuel Abramovich, realizador da "Pornomelancolía" ganhou o Prémio de Melhor Cinematografia pelo seu trabalho naquele filme.

O júri presidido pelo produtor Matías Mosteirín decidiu ainda atribuir um Prémio Especial a "Runner", da estreante norte-americana Marian Mathias.

É o terceiro ano consecutivo em que um filme realizado por uma mulher ganha o prémio máximo na Selecção Oficial após "Início", de Dea Kulumbegashvili, em 2020, e "Crai nou", de Alina Grigore, em 2021, e a primeira vez na história de sete décadas do Festival, que a Concha de Ouro foi para uma produção colombiana.

"Los reyes del mundo" é a segunda longa-metragem de Laura Mora que recebera uma menção especial na secção Novos Realizadores em 2017, por "Matar a Jesús".

O cinema português esteve representado na competição do festival basco por "Great Yarmouth: Provisional Figures", de Marco Martins.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Festival