Conexão de Leonel Vieira é exibido na RTP
Logotipo da série produzida pela Stopline Films

Cinema Português  

"Conexão" de Leonel Vieira é exibido na RTP

Telefilme sobre o tráfico de droga é o maior investimento feito em Portugal numa produção para televisão. A RTP exibi-o no sábado e domingo, 19 e 20 de março.

Cinemax Rádio:
Outros Áudios
Carla Henriques entrevista Leonel Vieira sobre "Conexão"

"Conexão" é um telefilme em dois episódios, realizado por Leonel Vieira, sobre o tráfico de droga no Norte de Portugal e na Galiza, um dos principais corredores de entrada de estupefacientes na Europa. É uma co-produção que junta a Stopline Films, a RTP, a TVGaliza e a TV3, de Barcelona, e é o maior investimento feito até agora em Portugal numa produção para televisão: 2 milhões de euros. 

A mini-série de dois episódios, com 90 minutos cada um, foi rodada na região do Alto Minho, em Vila Praia de Âncora, Moledo e Caminha, e ainda na Arrábida, Meco, Trafaria e Galiza. 

O elenco do filme junta actores portugueses e espanhóis. As principais interpretações nacionais são de Ivo Canelas e António Cordeiro.

"Conexão" é uma ficção inspirada na realidade cuja acção começa quando uma traineira, carregada de haxixe vindo de Marrocos, é apreendida no alto mar pela polícia portuguesa. O caso acaba por ser entregue a dois inspectores da Juciária cuja integridade deixa muito a desejar.

"É uma his­tó­ria clás­sica de ascen­ção e queda, de sucesso e cor­rup­ção, com dois núcleos dra­má­ti­cos prin­ci­pais que cor­rem em para­lelo e con­ver­gem para um final comum", conta o guionista do telefilme, João Nunes, no seu blog. "Cone­xão tenta dar uma ideia trans­ver­sal deste "mer­cado emer­gente", desde os con­su­mi­do­res aos gran­des empre­sá­rios, pas­sando pelos peque­nos comer­ci­an­tes e ope­rá­rios do trá­fico de droga. Tem até os seus JEEP's (Jovens Empre­sá­rios de Ele­vado Potencial)".

O guião da história foi escrito por João Nunes, a partir de um trabalho do jornalista Jorge Almeida que investigou a forma como se processava o negócio da droga no Norte do país e na Galiza. 

A equipa que produz o filme afirma que ele foi realizado como se fosse para exibir em salas de cinema.

Além da exibição na RTP vai ser também emitido em canais de televisão da Galiza e da Catalunha. 

por
publicado 16:06 - 18 fevereiro '11

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Português