Da política à psicologia
Evocando as tensões da Irlanda na década de 1970

Mais CinemaCinema Europeu  

Da política à psicologia

Revisitando a história da Irlanda através do trabalho de um cineasta alemão: "Cinco Minutos de Paz" é uma das revelações da nossa temporada de Verão

Não é todos os dias que podemos descobrir um filme capaz de lidar com uma tão complexa conjuntura política — os conflitos irlandeses (the troubles) em meados da década de 70 —, preservando uma dimensão humana tão intensa e perturbante.

De facto, "Cinco Minutos de Paz" (título original: "Five Minutes of Heaven") consegue a proeza de ser uma evocação dramática da história colectiva e, ao mesmo tempo, uma travessia metódica das mentes de duas personagens que herdaram a violência daquela época e se reencontram passados mais de trinta anos. Nessa medida, o filme relança a melhor tradição do "thriller" político britânico, sem nunca menosprezar a sua vocação de análise psicológica.

Olivier Hirschbiegel, alemão, nosso conhecido como realizador de "A Queda"(2004), é o autor da proeza. E o seu mérito é tanto maior quanto a subtileza de "Cinco Minutos de Paz" passa sempre pelas impecáveis interpretações de Liam Neeson e James Nesbitt — não será de admirar que algum deles possa estar nas nomeações para os próximos Oscars.





CINCO MINUTOS DE PAZ

De Olivier Hirschbiegel
com Liam Neeson, James Nesbitt, Anamaria Marinca
Drama, Thriller
90m
M/12
GRÃ-BRETANHA
2009

                                           
Ouça a crítica de João Lopes




por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaCinema Europeu