Dois portugueses na Quinzena dos Realizadores
"Até Ver a Luz": Basil da Cunha regressa a Cannes com novo filme rodado nas favelas de Lisboa.

Cannes 2013  

Dois portugueses na Quinzena dos Realizadores

A Quinzena dos Realizadores selecionou os filmes mais recentes de Basil da Cunha e João Nicolau. Ambos marcam presença pela terceira vez no festival de Cannes.

A secção Quinzena dos Realizadores divulgou a selecção oficial para a edição deste ano do Festival de Cannes 2013 incluindo uma produção portuguesa - a curta-metragem "Gambozinos" de João Nicolau" - e o novo filme do luso-suiço Basil da Cunha - "Até Ver a Luz - Après La Nuit", produzido por uma companhia helvética e que será distribuído nos cinemas portuguesas pela companhia O Som e a Fúria.

Ambos surgem pela terceira vez nesta seleção e este regresso terá um significado muito especial para Basil da Cunha que apresentará a sua primeira longa-metragem em estreia mundial.

Tratando-se de estreia no formato longo, o filme "Até Ver a Luz" está nomeado para o prestigiado prémio Câmara de Ouro (Câmera d'Or) que é atribuído a uma primeira obra exibida em todas as secções do festival.

Neste filme rodado em Portugal, seguimos Sombra, um traficante que sai da prisão e regressa a uma favela criola de Lisboa. Os problemas que surgem levam-no a pensar que estaria melhor atrás das grades...





Basil da Cunha já tinha apresentado na Quinzena dos Realizadores as curtas-metragens "Os Vivos Também Choram" (2012) e "Nuvem" (2011), tendo obtido uma menção especial com "Os Vivos Também Choram".

O realizador é filho de mãe suiça e pai português, nasceu em Morges, Suiça, em 1985. Desenvolve trabalho entre Lisboa e Genebra e o seu percurso está associado à Quinzena dos Realizadores de Cannes e ao festival de curtas-metragens de Vila do Conde onde recebeu os prémios de melhor filme em competição nacional com "Os Vivos Também Choram" e "À Côté" (2009).

A terceira curta de João Nicolau na Quinzena

Na competição de curtas-metragens, destaca-se a presença de "Gambozinos", do jovem realizador português João Nicolau.



"Gambozinos" acompanha as peripécias de um rapaz de 10 anos numa colónia de férias. O filme observa as relações de poder, de amizade e de enamoramento que se estabelecem entre os participantes de uma colónia de férias.

Esta será a terceira presença de João Nicolau na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. As suas curtas-metragens "Rapace" e "Canção de Amor e Saúde" foram apresentadas na mesma secção, em 2006 e 2009, respectivamente.

A Quinzena dos Realizadores selecionou 21 longa-metragens, incluindo sete primeiras obras candidatas à Câmara de Ouro. O filme de João Nicolau é uma das nove curtas-metragens da seleção.

"Gambozinos" é a única produção portuguesa no Festival de Cannes 2013. Os dois filmes são os únicos realizados por portugueses nas secções oficiais do festival que decorrerá entre 15 e 26 de maio.

por
publicado 13:12 - 23 abril '13

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cannes 2013