E o Oscar (não) vai para...
"Creed": um Oscar para Sylvester Stallone, 40 anos depois de "Rocky"?

Oscars  

E o Oscar (não) vai para...

Quem vai ganhar os Oscars? Leonardo DiCaprio é um vencedor seguro? Alejandro González Iñárritu vai ser o melhor realizador pelo segundo ano consecutivo? Em boa verdade, as previsões não têm nada de científico, mas é claro que há expectativas mais ou menos transparentes, consolidadas ao longo da temporada de prémios.

Artigo recomendado:
E o Oscar (não) vai para...
Oscar 2016
Óscars 2016: as nomeações por filme Saiba quais foram os filmes mais nomeados.

... e se o favoritismo de "The Revenant" e Leonardo DiCaprio fosse posto em causa pelos filmes "O Caso Spotlight" e "A Queda de Wall Street", ou por actores como Bryan Cranston ("Trumbo") e Michael Fassbender ("Steve Jobs")?

Enfim, não vale a pena acreditar que os críticos de cinema possuem qualquer dom de adivinhação... Nem que os Oscars repetem os Globos de Ouro (até porque, estatisticamente, há mais coincidências com, por exemplo, os prémios da associação de produtores). Talvez valha a pena, tão só, deixar algumas pistas sobre as categorias principais dos prémios da Academia de Hollywood, desejando implicitamente que algumas surpresas possam abalar a noite.

* FILME — "The Revenant: O Renascido" combina a epopeia da acção com a dimensão épica da própria rodagem — é o espectáculo, não dos efeitos especiais, mas da reconquista da Natureza. Em qualquer caso, atenção aos dois filmes "políticos": "O Caso Spotlight" e "A Queda de Wall Street" convocam o melhor da tradição liberal de Hollywood e são rivais a não menosprezar.

* REALIZADOR — Contradição insanável: o aumento do número de nomeações para melhor filme (até um máximo de 10), deixa a categoria de realização sempre estranhamente "incompleta" — por exemplo, Steven Spielberg ("A Ponte dos Espiões") não está. Alejandro González Iñárritu ("O Renascido") é o vencedor óbvio (sê-lo-á pelo segundo ano consecutivo, depois de "Birdman"), mas Tom McCarthy ("Spotlight") poderá ser a surpresa.

* ACTOR — DiCaprio. DiCaprio. DiCaprio. Com a sua performance em "O Renascido", é a quinta vez que concorre para um Oscar de interpretação. Será que vai ser "castigado" como foram, por exemplo, Paul Newman e Al Pacino (que só ganharam com a oitava nomeação)? Uma coisa é certa: alguns observadores de Hollywood chamam a atenção para Bryan Cranston ("Trumbo"), figura de grande prestígio na comunidade dos actores, como um nome a ter em conta.

* ACTRIZ — Brie Larson! Alguém duvida? Sem menosprezo para Cate Blanchett ("Carol"), a composição de Larson em "Quarto" é, de uma só vez, tão genuína e tão diferente de tudo o que já vimos... que, em boa verdade, só tem suscitado uma interrogação desconcertada e desconcertante: porque é que o actor com que contracena, o admirável Jacob Tremblay, não chegou às nomeações? [video: Brie e Jacob numa produção da "Vanity Fair"].


* ACTOR SECUNDÁRIO — Tudo se vai decidir entre a discreta excelência de Mark Rylance ("A Ponte dos Espiões") e a vontade de homenagear Sylvester Stallone ("Creed: O Legado de Rocky"), exactamente 40 anos depois do primeiro "Rocky". Sem esquecer que, num golpe inesperado, Tom Hardy ("O Renascido") pode muito bem antecipar a consagração de DiCaprio.

* ACTRIZ SECUNDÁRIA — Tal como na categoria anterior, a qualidade global das interpretações é espantosa. Kate Winslet ("Steve Jobs") e Alicia Vikander ("A Rapariga Dinamarquesa") parecem suscitar os maiores consensos. Quer isso dizer que ainda não será desta que Rooney Mara ("Carol") ganha um Oscar...

* ARGUMENTO ORIGINAL — "O Caso Spotlight" parece ser o vencedor antecipado, reforçando a premissa clássica segundo a qual é na própria vida vivida que estão as histórias mais fortes. Sem esquecer que, ao contar uma dramática odisseia jornalística, o filme se inscreve também na mais genuína tradição humanista de Hollywood.

* ARGUMENTO ADAPTADO — As mesmas razões da categoria anterior fazem de "A Queda de Wall Street" o vencedor mais que provável. Ficarão de fora os notáveis trabalhos narrativos de "Carol" e "Quarto" — em qualquer caso, Hollywood não é uma mera fábrica de efeitos especiais, mas sim um território em que os modos de contar histórias estão a ser permanentemente reinvestidos e repensados.

  • E o Oscar (não) vai para...
    Oscar 2016
    Quem falta nos Oscars?...
    Os Oscars não são uma questão de "justiça", mas é verdade que há ausências que pesam mais que outras — vale a pena evocar alguns dos nomes ...
  • E o Oscar (não) vai para...
    Oscar 2016
    Chris Rock regressa aos Oscars
    Será a segunda vez do humorista à frente do espectáculo de entrega dos mais cobiçados prémios de cinema.
  • E o Oscar (não) vai para...
    Oscars
    "#OscarSoWhite" — uma questão em aberto
    Os Oscars referentes à produção de 2015 vão acontecer sob o signo de uma discussão motivada pelas presenças (e, sobretudo, ausências) de ...
por
publicado 22:45 - 27 fevereiro '16

Recomendamos: Veja mais Artigos de Oscar 2016