Edição 2019 do festival Porto/Post/Doc começa a 23 de novembro

Festival  

Edição 2019 do festival Porto/Post/Doc começa a 23 de novembro

A sexta edição do festival arranca sábado com programação dedicada à cultura popular, às identidades e à memória do cinema nacional.

Arranca sábado a sexta edição do Porto/Post/Doc, o festival de cinema que, até 1 de dezembro, transforma a baixa do Porto num ponto de encontro em torno do cinema de produção recente.

Mais de cem filmes divididos por programas competitivos, ciclos dedicados a realizadores e secções temáticas, prestam, este ano, particular atenção às políticas do cinema que questionam as concepções géneros, os limites às liberdades e o lugar das tradições.

Um programa de cinema que traz ao Porto filmes de Ingmar Bergman, Kenji Mizoguchi, Alain Tanner, e Carole Roussopoulos, entre outros, secundado por um painel de três conversas sobre identidades que coloca, frente a frente, nomes como Álvaro Domingues (geógrafo), António Guerreiro (crítico), Ben Rivers (realizador), Christiana Perschon (realizadora), Daniel Ribas (investigador), Pedro Mexia (crítico), Susana de Matos Viegas (antropóloga), Marie-José Mondzain (filósofa), ou Valérie Massadian (realizadora).

O Porto/Post/Doc faz da competição internacional um ponto de entrada na produção cinematográfica recente, com a estreia nacional de nove filmes de nomes emergentes e consagrados do cinema independente mundial.

Também em competição, doze jovens realizadores portugueses apresentam primeiras obras. O festival dedica ainda uma secção não-competitiva ao cinema falado em português, que inclui, entre outros, "Vitalina Varela", de Pedro Costa, "Viveiro", de Pedro Filipe Marques, "Ave Rara", de Vasco Saltão e "Longa Noite", de Eloy Enciso.

Ainda no plano da cinematografia nacional, o Porto/Post/Doc 2019 organiza sessões especiais de "A Ilha dos Amores" e "A Ilha de Moraes", do realizador português Paulo Rocha, em versões digitalizadas pela Cinemateca Portuguesa.

Destaque ainda para antestreias nacionais de "O Filme do Bruno Aleixo", de João Moreira e Pedro Santo, e de "Cães que Ladram aos Pássaros", de Leonor Teles – que marcarão a Cerimónia de Entrega de Prémios do festival, a 30 de Novembro.

Foco ainda para um conjunto de filmes que olham figuras anónimas e nomes que marcam a história do cinema, da música e da fotografia dentro e fora de portas: de Andrey Tarkovsky, a Zé Pedro dos Xutos, de Leonard Cohen a João Ribas (ex-censurados), de Sério Fernandes a Pedro Costa.

Ainda previstas estão retrospectivas das obras de Audrius Stonys e Ute Aurand, realizadores que marcarão presença ao longo da semana do festival para comentarem as sessões e falarem com o público.

No olhar sobre a música e a cultura popular, a secção Transmission inclui filmes sobre a nova Lisboa africana, os emblemáticos Hansa Studios, a história de vida dos Suede, ou a forma como os New Order se reinventam a cada concerto.

No total são cerca 133 filmes que vão ocupar o Teatro Municipal do Porto - Rivoli, o Cinema Passos Manuel e o Planetário do Porto - Centro Ciência Viva. A programação completa, com os horários das sessões, pode ser consultada no site do Porto/Post/Doc.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Festival