Festival de curtas de Vila do Conde faz 25 anos

FestivalCurta-metragem  

Festival de curtas de Vila do Conde faz 25 anos

A abertura cabe à antestreia nacional do filme “O Outro Lado da Esperança”, de Aki Kaurismäki.

A edição do 25º aniversário do Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema arranca no próximo sábado, 8 de julho e prolonga-se até dia 16. Entre os destaques do primeiro dia estão a antestreia nacional de “O Outro Lado da Esperança”, de Aki Kaurismäki, o filme de abertura do festival; o regresso de Kelly Reichardt com “Certain Women”; a abertura do Curtinhas com “Gru – O Maldisposto 3”; e o espetáculo da Atlantic Coast Orchestra que vai interpretar, ao vivo, uma banda sonora para a comédia muda de Buster Keaton, “The General”.

“O Outro Lado da Esperança”, integra a secção Da Curta À Longa, que apresenta longas-metragens de cineastas que antes passaram pelo festival. Premiado na última edição do Festival de Berlim, a mais recente obra de Kaurismäki acompanha duas histórias que se intersectam por acaso. A de um jovem refugiado sírio que chega a Helsínquia à procura de asilo, e de um antigo vendedor que se torna jogador de póquer para com o dinheiro ganho ao jogo comprar um restaurante sem viabilidade numa rua obscura da capital finlandesa.

Ainda no sábado, será exibido “Certain Woman”, de Kelly Reichardt, autora In Focus do Curtas Vila do Conde em 2014. O filme é uma digressão pelas histórias de três mulheres – protagonizadas por Michelle Williams, Kristen Stewart e Laura Dern – que se cruzam em pequenas cidades da América, mostrando as imperfeições subtis da sua existência. No dia seguinte, domingo, esta secção do festival apresenta mais duas longas: “24 Frames”, filme póstumo de Abbas Kiarostami, em antestreia nacional, e "Mariphasa", de Sandro Aguilar, em estreia mundial.

Também no primeiro dia do Curtas Vila do Conde, o filme “Gru – O Maldisposto 3” abre, às 15:30, o Curtinhas, a secção dedicada a crianças e jovens. Para além do filme de abertura, este mini-festival dentro do próprio festival vai contar com uma competição de curtas-metragens, vários ateliers e um espaço infantil onde as crianças podem realizar atividades ligadas ao cinema enquanto os pais assistem às sessões.

A celebração das 25 edições do Curtas Vila do Conde passa também pelos convites feitos a 25 personalidades para escolherem o seu filme preferido do festival. A extensa seleção dividida em várias sessões ao longo da semana, vai apresentar obras de cineastas como Manoel de Oliveira, Federico Fellini, Jean-Luc Godard, Tim Burton, Maya Deren, Artavazd Pelechian, Chris Marker, Hal Hartley, Miguel Gomes, Matthias Müller, Man Ray, Gus Van Sant e João Pedro Rodrigues. A primeira sessão exibe, às 21h45, “Corpo e Meio” de Sandro Aguilar e “Bicicleta” de Luís Vieira Campos.

A terminar o programa do primeiro dia do Curtas Vila do Conde, a Atlantic Coast Ochestra – um projeto composto por jovens músicos dirigidos pelo maestro Luis Miguel Clemente – apresenta, pela primeira vez em Portugal, a banda sonora original composta por Andrew E. Simpson para o clássico mudo de Buster Keaton, "The General" (Pamplinas Maquinista), exibido em simultâneo.

Na secção competitiva nacional serão apresentadas 16 produções portuguesas filmes onde se incluem os mais recentes trabalhos de cineastas como João Salaviza, Gabriel Abrantes, Salomé Lamas, Carlos Conceição, ou João Pedro Rodrigues. Na secção internacional surge uma mistura de obras de realizadores consagrados, como Jia Zhangke, Ben Rivers, Yann Gonzalez, Hu Wei, Laura Poitras, ou Caroline Poggi e Jonathan Vinel, ao lado de talentos emergentes como Laura Ferrés, Jonathas de Andrade, ou Toru Takano.

O Curtas de Vila do Conde apresenta ainda uma secção competitiva experimental que conta com 24 curtas-metragens onde se destacam autores como Lois Patiño, Rosa Barba (vencedora da última edição desta competição), Ken Jacobs, Christoph Girardet, Siegfried A. Fruhauf, Bill Morrison, Vivian Ostrovsky, ou Jay Rosenblatt.

Há ainda espaço para a competição dedicada a vídeos musicais e para a apresentação de novos talentos saídos das escolas de cinema na secção Take One!. Por fim, o cinema para crianças tem direito à sua secção Curtinhas.

por
publicado 19:31 - 06 julho '17

Recomendamos: Veja mais Artigos de FestivalCurta-metragem