Filme de Skolimowski vence Lisbon & Estoril Film Festival
"11 Minutos", de Jerzy Skolimowski, consagrado no LEFFEST

LEFFEST 2015  

Filme de Skolimowski vence Lisbon & Estoril Film Festival

O prémio de melhor filme da nona edição do LEFFEST foi atribuído a "11 Minutos", do polaco Jerzy Skolimowski; Otar Iosseliani e Brady Corbet também figuram no palmarés.

O júri da nona edição do Lisbon & Estoril Film Festival distinguiu "11 Minutos", do cineasta polaco Jerzy Skolimowski, como o melhor do certame.

O realizador polaco Jerzy Skolimowski afirmou-se hoje "muito feliz" com a distinção atribuída ao seu filme "11 Minutos" como Melhor Filme do Lisbon & Estoril Film Festival 2015 (LEFF).

Ausente na cerimónia de entrega de prémios e sessão de encerramento do LEFF, Jerzy Skolimowski deixou uma mensagem de vídeo a agradecer a distinção e prometeu voltar nas próximas edições.

"Espero voltar a este grande festival. Não só pela qualidade dos filmes, mas também pela qualidade de vida dos portugueses", sustentou.

"11 Minutos", que foi nomeado para o Leão de Ouro no Festival Internacional de Veneza deste ano e que o comité da Polónia escolheu para candidato ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2016, acompanha 11 minutos da vida de oito cidadãos de Varsóvia, num retrato do vazio e solidão humanas no mundo moderno.

O prémio especial do Júri João Bénard da Costa, em homenagem ao cinéfilo e antigo diretor da Cinemateca Portuguesa, foi atribuído a "Chant d'hiver", do georgiano Otar Iosseliani que, numa mensagem de vídeo, mostrou-se "muito feliz e honrado" pelo reconhecimento.

O Prémio Revelação foi para "The Childhood of a leader", a primeira longa-metragem do norte-americano Brady Corbet, que se inspira na experiência de infância de muitos dos ditadores do século XX.

Eis os prémios atribuídos pelo colectivo formado por Sabine Azéma, Cédric Villani, Jessica Hausner, Andrei Andreievitch Tarkovsky e Pedro Gadanho:

* Prémio Melhor Filme Jaeger-LeCoultre
> 11 MINUT, de Jerzy Skolimowski

*Prémio Especial do Júri João Bénard da Costa
> CHANT D’HIVER, de Otar Iosseliani

* Prémio Revelação TAP – Melhor Realizador
> Brady Corbet por THE CHILDHOOD OF A LEADER

O Prémio para a melhor curta-metragem, que distingue o trabalho dos alunos das Escolas de Cinema Europeias, foi este ano decidido por um júri composto por Sara Driver, Martín Rejtman e Nicoletta Braschi. Eis as suas decisões:

* Melhor curta-metragem
> MOTHER EARTH, de Piotr Zlotorowicz

* Menção Honrosa
> MARASMO, de Gonçalo Loureiro
_____

> Site oficial do LEFFEST.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Festival