Foi você que disse Ingmar Bergman?…
Vicky Krieps e Tim Roth: da homenagem a Bergman ao "turismo cultural"...

CANNES 2021  

Foi você que disse Ingmar Bergman?…

“Bergman Island” é aquilo que o título anuncia: um filme passado na ilha de Fårö, onde Ingmar Bergman viveu e filmou. Infelizmente, o resultado tem mais a ver com “turismo cultural” do que com cinema.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 Foi você que disse Ingmar Bergman?…
A Ilha de Bergman Em busca de inspiração para os seus filmes, um casal de cineastas instala-se para passar o Verão na ilha sueca de Fårö, onde Bergman viveu. À medida que os respectivos guiões avançam e em contacto com as paisagens selvagens da ilha, a linha entre a ficção e a realidade esbate-se...

É bem provável que um filme como “Bergman Island” (programado na secção competitiva de Cannes) tenha nascido da intenção muito respeitável de criar uma ficção de homenagem ao mestre sueco Ingmar Bergman (1918-2007). Como? Colocando um casal — Vicky Krieps e Tim Roth — na lendária ilha de Fårö onde Bergman viveu e filmou muitas cenas dos seus filmes… Resta saber se o respeito pelo cineasta de “Persona” basta para construir um objecto de cinema minimamente consistente.

Em boa verdade, não basta. Sobretudo quando a curiosidade de mostrar os lugares que têm a marca de Bergman (e onde existem estruturas para a conservação e divulgação da sua obra) se vai esgotando numa espécie de “turismo cultural” simbolizado nas personagens, profissionais de cinema, a trabalhar em argumentos inspirados na herança de Bergman.

Dir-se-ia que a realizadora francesa Mia Hansen-Løve, também responsável pelo argumento, perdeu uma excelente oportunidade de fazer aquilo que poderia ser um documentário sobre Fårö, os seus lugares, o seu imaginário e, num certo sentido, a sua imaginação — “Bergman Island” não passa de um objecto banalmente decorativo e auto-complacente.

por
publicado 23:00 - 14 julho '21

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cannes 2021