Gerard Castello-Lopes (1925 - 2011)
DR

Obituário  

Gerard Castello-Lopes (1925 - 2011)

Morreu este sábado em Paris o fotógrafo e distribuidor de filmes Gérard Castello Lopes, vítima de doença prolongada.

Gérard Castello-Lopes morreu com 85 anos em Paris, onde vivia. Nasceu em Vichy, França, em 1925, e desenvolveu as suas actividades entre França e Portugal. Licenciou-se em economia, foi fotógrafo, profissional de cinema e crítico, gerente de uma sociedade no campo do audiovisual e membro do corpo diplomático da Missão Permanente de Portugal junto do Conselho da Europa.

Dedicou-se à fotografia desde 1956, mas só em 1982 deu um impulso significativo nesta actividade. Gérard Castello-Lopes foi assistente de realização do filme português "Os Pássaros de Asas Cortadas'"(1962), esteve na fundação do Centro Português de Cinema e foi coautor e assistente de produção e realização, juntamente com Fernando Lopes e Nuno de Bragança, da obra "Nacionalidade: Português", uma curta-metragem de 1970. 

O se percurso enquanto fotógrafo foi feito através de uma apredizagem como autodidata, á semelhança de seus contemporâneos, numa época em que não havia cursos de fotografia. Revelou-se um seguidor dos ensinamentos técnicos de Henri Cartier-Bresson.

Antes e depois do 25 de Abril de 1974, realizou dezenas de exposições individuais e participou em diversas coletivas, em Portugal e no estrangeiro. Mas foi em 1982 que se relançou como fotógrafo, com uma mostra retrospectiva.

Desenvolveu a actividade de crítico de cinema na revista O Tempo e o Modo' entre 1964 e 1966, escreveu também mais tarde, como colaborador, noutros títulos da imprensa portuguesa, destacando-se os jornais A Tarde, e o Semanário.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Obituário