Herdeiros de Top Gun processam Paramount

Cinema Norte-americano  

Herdeiros de "Top Gun" processam Paramount

Familiares do autor do artigo que serviu de base ao filme original, afirmam que o estúdio violou o direito de autor.

Artigo recomendado:
Herdeiros de Top Gun processam Paramount
Box Office
"Top Gun: Maverick" continua a voar alto nas bilheteiras mundiais Box office mundial do fim de semana (2 a 5 de junho 2022)

A família do autor cujo artigo inspirou o filme "Top Gun" de 1986, processou segunda-feira a Paramount Pictures por violação dos direitos de autor na sequela do sucesso de bilheteira "Top Gun": Maverick".

De acordo com uma queixa apresentada no tribunal federal de Los Angeles, a Paramount Global não readquiriu o artigo "Top Guns" de Ehud Yonay, publicado em 1983, antes de lançar a sequela.

A acção judicial de Shosh Yonay e Yuval Yonay, que vivem em Israel e são respectivamente viúva e filho de Ehud, procura obter uma compensação não especificada, mas que inclui lucros de "Top Gun": Maverick," e a possibilidade de bloquear a distribuição do filme, ou de próximas sequelas.

A Paramount disse numa declaração: "Estas reivindicações não têm qualquer razão e iremos defender-nos vigorosamente".

"Top Gun": Maverick" é o maior sucesso de bilheteira deste ano, gerando 548,6 milhões de dólares em todo o mundo nos primeiros 10 dias de lançamento.

Realizado por Joseph Kosinski faz regressar Tom Cruise ao seu papel como o piloto de testes da Marinha dos EUA Pete "Maverick" Mitchell.

De acordo com o processo judicial de segunda-feira, a Paramount obteve direitos exclusivos sobre o artigo "Top Guns", publicado na edição de maio de 1983 da revista Califórnia, antes de produziur o original em 1986.

Mas os Yonays dizem que a Paramount ignorou deliberadamente a forma como os direitos reverteram para os seus proprietários em janeiro de 2020. A família do autor, diz ter enviado à Paramount uma carta, a 11 de Maio e que, em resposta, a Paramount negou que a sequela derivasse do artigo de 1983.

Acrescentaram que a Paramount argumentou que a sequela estava "suficientemente avançada" quando os direitos de autor foram revertidos, numa "tentativa dissimulada" de se qualificar para uma excepção à reivindicação. O Yonays afirmam que a sequela foi concluída em maio de 2021.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Norte-americano