Histórias da América profunda

Cinema Norte-americanoCinema IndependenteMais Cinema  

Histórias da América profunda

Com Michael Shannon (actor que já conhecíamos de "Revolutionary Road"), "Histórias de Caçadeira" é um drama familiar sobre zonas esquecidas da paisagem social americana

Foi, provavelmente, ao ver "Histórias de Caçadeira" que Sam Mendes decidiu incluir Michael Shannon no elenco de "Revolutionary Road" — isto porque "Histórias de Caçadeira" tem data de 2007 e "Revolutionary Road" surgiu um ano mais tarde.

Seja como for, o simples facto de encontramos Shannon nestes dois filmes diz bem da circulação que pode existir entre os vários patamares da produção cinematográfica made in USA. "Histórias de Caçadeira" é, de facto, um típico filme independente, obviamente rodado com meios muito escassos e, por assim dizer, apostado em fazer das fraquezas forças.

O que, entenda-se, não o impede de ser um retrato subtil e perturbante de uma violência — ao mesmo tempo física e psicológica — ligada a formas de vida numa América esquecida, profunda, enigmática, longe das grandes metrópoles.

Paradoxalmente, o argumentista/realizador Jeff Nichols consegue reencontrar a herança de alguns emblemáticos melodramas da idade de ouro do classicismo — Vincente Minnelli passou por aqui: vale a pena, em particular, lembrar "Home from the Hill/A Casa da Colina" (1960), com Robert Mitchum, talvez um antepassado do estilo de representação de Michael Shannon.







HISTÓRIAS DE CAÇADEIRA - SHOTGUN STORIES

De Jeff Nichols
Com Michael Shannon, Douglas Ligon, Barlow Jacobs
Drama, Thriller
92m
M/12
Estados Unidos da América
2007
                                       
Ouça a opinião de João Lopes





por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Norte-americanoCinema IndependenteMais Cinema