IndieLisboa estreia sete longas-metragens nacionais
América, na Cova do Vapor, Costa de Caparica

Festival  

IndieLisboa estreia sete longas-metragens nacionais

João Canijo, Hugo Vieira da Silva, Sérgio Tréfaut, Edgar Pêra entre os autores seleccionados para o festival.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 IndieLisboa estreia sete longas-metragens nacionais
América Vítor (Fernando Luís) é um burlão sem muito talento, que vive de esquemas e a tentar enganar velhinhas. Casado com uma jovem imigrante russa, Liza (Chulpan Khamatova), sente a sua chama vigarista reacender-se quando a sua ex-mulher, uma andaluz tempestuosa, regressa a Portugal. Liza vê a sua casa transformada num corrupio de bandidos, falsários e imigrantes, todos à procura de uma vida melhor… ...
Artigo recomendado:
IndieLisboa estreia sete longas-metragens nacionais
Festival
IndieLisboa abre com filmes franceses Obras recentes de Olivier Assayas e Xavier Dolan escolhidos para a noite inaugural.
Vídeo:
IndieLisboa estreia sete longas-metragens nacionais
8ª edição IndieLisboa: os portugueses Luisa Sequeira destaca algumas das estreias nacionais do festival de cinema independente de Lisboa.

O programa do IndieLisboa tem menos filmes do que em anos anteriores, mas a selecção nacional está representada com obras portuguesas que geram expectativa. João Canijo regressa ao IndieLisboa, um ano depois de ter tido a honra de inaugurar o festival com "Fantasia Lusitana". O seu novo documentário "Trabalho de Actriz, Trabalho de Actor" será exibido na secção paralela Director's Cut.

Trata-se de um filme sobre um filme, neste caso um documentário sobre a rodagem de "Sangue do Meu Sangue", a nova ficção de Canijo.

O realizador registou, durante 20 semanas de trabalho, todo o processo criativo do seu novo filme, envolvendo os actores Rita Blanco, Anabela Moreira, Beatriz Batarda, Vera Barreto, Cleia Almeida, Beatriz Batarda, Nuno Lopes e Marcello Urgeghe.

Competição: um documentário, um filme colectivo, estreantes e autores que regressam
Na competição nacional, o festival apresentará seis obras, destacando-se "Viagem a Portugal", a primeira ficção de Sérgio Tréfaut, (estreia está marcada para dia 9 de Junho e o seu filme anterior, "A Cidade dos Mortos", está em exibição), com Maria de Medeiros desempenhando o papel de uma ucraniana detida no aeroporto de Lisboa.

O único documentário da competição nacional é Linha Vermelha, de José Filipe Costa, sobre a rodagem do mítico "Torre Bela", que o alemão Thomas Harlan realizou em 1977 durante a ocupação da maior herdade murada do país no pós-25 de Abril.

A competição vai servir para reencontrar dois autores: Edgar Pêra com a longa-metragem "O Barão", adaptada de uma novela de Branquinho da Fonseca; e Hugo Vieira da Silva ("Body Rice") que vai mostrar a sua segunda longa-metragem "Swans", já exibida no Festival de Berlim. Aqui conta a história de um pai e um filho que viajam para Berlim, para visitar a mãe do rapaz que está em coma e que ele nunca conheceu.

Finalmente, há duas estreias nesta competição. João Nuno Pinto apresenta "América", sobre um triângulo amoroso numa "espécie de América dos pobres e desfavorecidos" que é Portugal, com a entrada de milhares de imigrantes africanos, brasileiros e de Leste. E a produtora Rosa Fimes mostra, finalmente, a obra colectiva de seis jovens realizadores, "O que Há de Novo no Amor?".

O IndieLisboa decorrerá entre os próximos dias 5 e 15 de Maio, no Cinema São Jorge, Teatro do Bairro, Culturgest e Cinemateca.

Competição nacional 8º IndieLiboa

América, João Nuno Pinto
O Barão, Edgar Pêra
Linha Vermelha, José Filipe Costa
O que há de Novo no Amor?, Hugo Martins, Hugo Alves, Mónica Santana Baptista, Patrícia Raposo, Rui Santos, Tiago Nunes
Swans, Hugo Vieira da Silva
Viagem a Portugal, Sérgio Tréfaut

Ligações com interesse > Programa geral 8ª edição do IndieLisboa 2011

  • IndieLisboa estreia sete longas-metragens nacionais
    Journey Portugal
    Viagem a Portugal
    Maria (Maria de Medeiros) é uma médica ucraniana que aterra em Portugal, no aeroporto de Faro, com um visto de turismo. À sua espera está um homem senegalês. De todos os passageiros que seguem no mesmo voo, Maria fora a única a ser detida e interrogada pela polícia de estrangeiros e fronteiras. E a ...
por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Festival