João Salaviza na competição de Berlim

FestivalCinema Português  

João Salaviza na competição de Berlim

A curta-metragem "Rafa" será exibida na seleção oficial, concorrendo ao Urso de Ouro da categoria.

Artigo recomendado:
João Salaviza na competição de Berlim
Rodagem
Rafa, um rapaz em Lisboa Um adolescente atravessa o rio de Almada para Lisboa, à procura da mãe que está à guarda da polícia. Rafa é o novo herói de uma ...

A curta-metragem "Rafa", do realizador João Salaviza, foi selecionada para a competição do Festival de Cinema de Berlim, que decorrerá em fevereiro, anunciou o Instituto do Cinema e do Audiovisual. Salaviza regressa assim a um grande festival europeu, dois anos depois de ter causado surpresa ao ser distinguido com a Palma de Ouro para curta-metragem, em Cannes, com "Arena", o seu filme de estreia.

"Rafa", protagonizado por Joana de Verona e Rodrigo Perdigão, fará a estreia mundial na Berlinale no dia 15 de fevereiro, a meio do festival que decorrerá entre os dias 9 e 19 daquele mês. O filme integra a secção "Berlinale Shorts II", da qual fazem parte 27 filmes de todo o mundo, que competem pelo prémio máximo, o Urso de Ouro, na área das curtas-metragens.

Este ano a secção competitiva de curtas-metragens é dominada pela ideia "Say goodbye to the story" ("Diz Adeus à História"), com produções que demonstram  que as histórias também se podem contar em poucos minutos.

"Rafa" é o único filme português selecionado para a competição de curtas, enquanto "Tabu", de Miguel Gomes, foi selecionado para a competição de longas-metragens de Berlim.

"Rafa" é um filme sobre um miúdo de 13 anos, "idade mítica", que vive na Margem sul e vai a Lisboa à procura da mãe, invertendo o "papel de responsabilidade", explicou João Salaviza ao CINEMAX no verão passado, durante a rodagem (ver artigo associado).

Este filme encerra "uma espécie de trilogia acidental" que junta "Rafa" às anteriores curtas "Arena", premiada em 2009 com a Palma de Ouro no Festival de Cannes, e "Cerro Negro", selecionada este ano para o festival de Roterdão.

Todos estes filmes lidam com a "ilusão de liberdade" e "a relação do indivíduo com a sociedade e a instituição", disse o cineasta.

por
publicado 20:09 - 19 janeiro '12

Recomendamos: Veja mais Artigos de FestivalCinema Português