Kathryn Bigelow conduz-nosà intimidade da guerra
Anthony Mackie filmado por Kathryn Bigelow:
a guerra em todos os seus tempos e durações

Cinema Norte-americanoMais CinemaGuerraMais Cinema  

Kathryn Bigelow conduz-nos
à intimidade da guerra

Mais do que um notável filme de guerra, "Estado de Guerra/The Hurt Locker" é uma espantosa viagem através da dimensão humana: sem qualquer hesitação, um dos filmes maiores de 2009

Que acontece naqueles momentos breves que ligam o reconhecimento do inimigo na mira da espingarda e o premir do gatilho? Ou ainda: face a uma bomba que pode explodir a qualquer momento, como é vivida a duração dos gestos para encontrar o fio que é preciso, desesperadamente, cortar?

"Estado de Guerra" (título original: "The Hurt Locker") é um filme sobre essa inquietante dimensão íntima da guerra. Kathryn Bigelow" (cineasta de "Ruptura Explosiva" e "Estranhos Prazeres") filma uma brigada de soldados americanos especalizados no desmantelamento de minas, no Iraque, conservando uma proximidade física e dramática a que, à falta de melhor, poderemos dar o nome de realista.

Seja como for, este é um filme que se coloca bem no centro do grande debate contemporâneo sobre o efeito de verdade. Ou melhor: sobre a generalização de um olhar "naturalista", obviamente de raiz televisiva, reduzindo as experiências humanas a formatos noticiosos mais ou menos retóricos e recalcando a imensa pluralidade dos indivíduos e das relações humanas.

"Estado de Guerra" entra para a galeria nobre dos grandes filmes modernos sobre a guerra e, em particular, sobre o imaginário made in USA face às convulsões da própria história da nação. É um objecto para pormos a par de "Apocalypse Now" (1979) ou "Nascido para Matar" (1987) e, desde já, um dos acontecimentos maiores do nosso ano cinematográfico de 2009.



ESTADO DE GUERRA

De
Kathryn Bigelow
com Jeremy Renner, Anthony Mackie, Brian Geraghty
Guerra, Thriller
131m
M/12
ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA
2008
                         
                          
Ouça o comentário de João Lopes                
       


por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Norte-americanoMais CinemaGuerraMais Cinema