Kazan por Scorsese
Kazan dirigindo Brando: rodagem de "Há Lodo no Cais"

Documentário  

Kazan por Scorsese

No Indie Lisboa, surge "A Letter to Elia": Elia Kazan recordado e reavaliado por Martin Scorsese, um dos seus grandes discípulos.

É, por certo, na zona de documentários, uma das mais importantes revelações do Indie Lisboa/2011: "A Letter to Elia" apresenta-se como uma evocação do mestre Elia Kazan (1909-2003) por um dos seus mais fiéis e admiráveis discípulos, Martin Scorsese.

Vale a pena recordar que, na cerimónia dos Oscars de 1999, foi Scorsese que entregou a Kazan a sua distinção honorária, assumindo uma homenagem que, devido às polémicas memórias do período "maccartista", foi contestada por alguns elementos da própria Academia de Hollywood.

Em "A Letter to Elia", com a colaboração de Kent Jones, Scorsese apresenta-se na primeira pessoa, por um lado citando Kazan como uma decisiva influência para se tornar um cineasta, por outro lado evocando uma obra que concentra algumas das mais radicais transformações do cinema americano das décadas de 1950/60.

Será, por certo, uma oportunidade de ouro para recordar e reavaliar o trabalho de Kazan, a sua ligação ao Actors Studio (de que foi um dos fundadores) e também, claro, a geração de actores que ele ajudou a consolidar. Entre eles, convém não esquecer, estão James Dean ("A Leste do Paraíso") e Marlon Brando ("Um Eléctrico Chamado Desejo", "Há Lodo no Cais").


> Exibições: 6 Maio, 19h00, grande auditório Culturgest | 15 Maio, 21h45, pequeno auditório Culturgest

por
publicado 10:42 - 06 maio '11

Recomendamos: Veja mais Artigos de DocumentárioFestival