LOS OLVIDADOS (1950)

DVD  

LOS OLVIDADOS (1950)

Com o recente "Rudo e Cursi", de Carlos Cuarón, reencontramos uma velha e nobre vocação do cinema mexicano: retratar, com sentido crítico e sem paternalismos, os mais pobres. Como no clássico "Los Olvidados", de Luis Buñuel.

A obra do mestre espanhol Luis Buñuel (1900-1983) é quase sempre lembrada por causa da sua ligação com os surrealistas — "Un Chien Andalou" (1929) e "L'Âge d'Or" (1930) — ou, então, através da trilogia final, de produção francesa, constituída por "O Charme Discreto d Burguesia" (1972), "O Fantasma da Liberdade" (1974) e "Este Obscuro Objecto do Desejo" (1977).

De facto, há nos anos 40/50 um período mexicano, essencial para compreendermos o universo temático e a dinâmica criativa de Buñuel. "Los Olvidados" (1950) é, justamente, um título marcante desse período, retratando de forma poética e cruel a existência de uma juventude errante das ruas da Cidade do México.

Recentemente "Los Olvidados" foi editado em DVD no mercado português, incluído uma caixa com mais três filmes: "Susana" (1951) e "Abismos de Pasión" (1954), ambos feitos no México, e "Viridiana" (1961), que marcou o regresso de Buñuel a Espanha. 

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de DVD