Life in a Day: cinema versus Internet
O salto de uma pára-quedista: um dos melhores momentos do documentário "Life in Day"

YouTube  

"Life in a Day": cinema versus Internet

Um filme na Internet, mais precisamente no YouTube: o cinema ligando muitas formas de dizer "eu", em todo o planeta, por todos os computadores.

Artigo recomendado:
Life in a Day: cinema versus Internet
Antestreia "Life in a Day"
O dia em que a nossa vida deu um filme O Festival de Sundance e o You Tube estrearam on line o filme "Life in a Day" realizado com 80 mil vídeos enviados de todo o planeta. Foi o ...

Afinal de contas, o que vemos quando vemos o filme "Life in a Day"?

Será que ainda estamos a ver um filme?

Ou assistimos ao nascimento de um circuito alternativo em que o cinema, ou melhor, o objecto a que chamamos filme já foi transfigurado numa entidade cuja existência, comunicação e, num certo sentido, legitimação pertencem por inteiro à Internet?

Não é simples responder a estas interrogações? É mesmo duvidoso que consigamos encontrar respostas seguras, muito menos definitivas. Em todo o caso, a proposta da produtora Scott Free (Ridley e Tony Scott) vai, por certo, ficar como uma referência fundamental para (re)pensarmos o estado das coisas, e sobretudo o estado das imagens cinematográficas, no começo da segunda década do século XXI.

Dito ainda de outro modo: ao adaptar-se, porventura violentando-se, aos dispositivos e valores da Internet (neste caso do YouTube), o cinema integra um conceito de personalização que já faz parte do nosso imaginário.

Como se ao dizer "eu", no meu cantinho do mundo, com a minha simples câmara de video, pudesse ambicionar ser visto e escutado por um outro "eu", algures numa paisagem que nem consigo imaginar.

Como se?... Em boa verdade, está feito, confirmando uma evidência que, tantas vezes, insistimos em menosprezar: o virtual é apenas uma outra dimensão do real.

por
publicado 20:48 - 28 janeiro '11

Recomendamos: Veja mais Artigos de Documentário