Memórias quentes do Egipto
"Depois da Batalha": o representante egípcio na competição de Cannes

Cannes 2012  

Memórias quentes do Egipto

O Egipto volta a estar representado na competição do Festival de Cannes com um filme de Yousry Nasrallah: em cena estão acontecimentos muito recentes tendo por cenário a Praça Tahrir.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 Memórias quentes do Egipto
After the Batlle Mahmoud fazia parte dos grupos armados coagidas pelo Governo egípcio que realizou ataques a manifestantes na Praça Tahir dia 2 de Fevereiro de 2011. Desde então, Mahmoud perdeu o emprego, foi humilhado, e condenado ao ostracismo pela própria comunidade que vive perto das pirâmides. Ele e a sua família estão à beira do desespero quando conhece Reem, uma ecologista fervorosa que vive num bairro ...
Média Cinemax:
2

Nascido em 1952, Yousry Nasrallah é um dos nomes principais da actual produção egípcia. Durante muito tempo assistente de Youssef Chahine (1926-2008), é através da companhia que o seu mestre fundou (Misr International) que Nasrallah continua a rodar os seus filmes. Presente na competição de Cannes com "Depois da Batalha" (Baad El Mawkeaa), o seu trabalho traz-nos memórias muito próximas, a quente, de um lugar que entrou na história do Egipto e também na mitologia mediática internacional: a Praça Tahrir, no Cairo.

O menos que se pode dizer do filme de Nasrallah é que todo ele parte da necessidade, a um tempo humana e narrativa, de contrariar as facilidades daquele mediatismo. Ao colocar em cena um conjunto de personagens de vários estratos sociais, com muitas e significativas diferenças na forma de encarar os eventos da Praça Tahrir e respectivos efeitos na vida política do Egipto, "Depois da Batalha" possui o imediatismo da crónica, mas também a intensidade do drama.

Fundamental em todo o filme é a preocupação de dar conta dos mecanismos de marginalização, por vezes de brutal subserviência, a que são sujeitas muitas mulheres nas suas relações familiares e sociais. Mais do que isso: tal exposição é indissociável da desmontagem do Egipto como "paraíso turístico", em particular na zona mais pobre de Nazlet, próximo das pirâmides do planalto de Gizé.

Nasrallah integra de forma muito eficaz e, por vezes, muito perturbante as imagens documentais da Praça Tahrir, ligando-as com personagens e eventos da sua ficção. Para além dos seus desequilíbrios interiores, em particular no diferente desenvolvimento psicológico das personagens principais, "Depois da Batalha" é um investimento exemplar no conhecimento de uma complexa situação histórica.

por
publicado 23:30 - 16 maio '12

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cannes 2012