Morangos & balas no fim do verão português
Rita Pereira, um dos rostos mais populares da série "Morangos..."

Cinema Português  

Morangos & balas no fim do verão português

Duas estreias nacionais que correm fora do sistema, chegam às salas com boas hipóteses de abalar as bilheteiras.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 Morangos & balas no fim do verão português
Morangos com Açúcar: O Filme É na loucura do Verão e ao som da música que o passado e o presente de “Morangos com Açúcar” se cruzam, numa aventura sem igual. Entre a praia e a piscina, o parque de campismo e o campo de férias, amigos de longa data reencontram-se e novas amizades acontecem. A alegria é geral e ninguém vai querer perder o grande festival de bandas que está prestes a acontecer. É num ambiente de grande festa ...
Crítica recomendada:
Morangos & balas no fim do verão português
Estreia
Na senda da mediocridade "telenovelesca" Chegou às salas "Morangos com Açúcar - O Filme". Dito de outro modo: a televisão mais medíocre aposta, agora, em ocupar (e normalizar) os ...
Cinemax Rádio:
Outros Áudios
Antevisão "Morangos com Açúcar" e "Balas e Bolinhos"

"Morangos com Açúcar", o filme nacional mais visto este ano, sai da televisão e é já fenómeno de público, enquanto "Balas e Bolinhos - O Último Capítulo", é uma produção arrojada que começou por ser filme de amigos, mas conseguiu a atenção da distribuidora Zon.

No caso de "Morangos…" trata-se de um filme com adolescentes para encantar plateias juvenis, apostando no formato do reencontro em pleno Verão, repleto de canções, humor e romance. É uma produção assegurada pela TVI e pela produtora Plural, que criaram a série, e que aproveita os meios e a equipa técnica herdada da televisão.

Os 140.000 espectadores que viram o filme na primeira semana de exibição apontam o caminho de sucesso do filme.

Hugo de Sousa foi o realizador de serviço em várias temporadas na televisão, tinha a tarefa de encontrar um equilíbrio entre o que o cinema pede, e o que o público fiel da série poderia querer do filme.

Mesmo que tenha ficado preso ao formato televisivo, o filme está recheado do que precisa para convencer os mais novos a ir ao cinema: estrelas de séries mais antigas que regressam para pequenos papéis. Rita Pereira, João Catarré, Sara Prata ou Pedro Carvalho, juntam-se a protagonistas mais recentes como Ricardo Sá, Mafalda Portela, Sara Matos ou Lourenço Ortigão.

É o grande final, em modo reencontro de férias, com um festival de bandas em pano de fundo. Anunciado como o fim do "Morangos com Açúcar", o filme é a estreia certa para as despedidas do Verão.

A trilogia "Balas & Bolinhos"

Do lado oposto está o filme de Luis Ismael, que há 12 anos iniciou um filão de cinema desbragado que só agora, três filmes depois, parece poder esgotar-se.

É uma aposta de adultos que os miúdos mais radicais podem gostar de ver, um dos episódios foi mesmo um sucesso na SIC Radical. Há violência, palavrões, heróis que só encontram lugar no cinema, perseguições e muitas referências ao cinema, tudo com sotaque do norte e temperado com muito humor.

"Balas e Bolinhos" é um fenómeno de um culto curioso que foi crescendo e levando os autores a dar mais um passo. O segundo filme chegou às salas e conseguiu mais de 58 mil espectadores, o terceiro, tem por isso mesmo margem para conseguir melhor.

É no entanto, de alguma forma, uma obra elitista, porque nem todo o público estará preparado para a linguagem debitada pelos cromos Rato, Tone, Bino e Culatra.

Luis Ismael, o realizador que é também um dos protagonistas, garante que é mesmo o último capítulo, e que vai mergulhar em outros projectos. Para a história do cinema em Portugal deixa a marca de ser o primeiro realizador a fazer uma trilogia à séria, com produção independente, utilizando as mesmas personagens e a mesma dose irrepetível de irreverência.

  • Morangos & balas no fim do verão português
    Balas e Bolinhos - O Último Capítulo
    Um tenta enganar. O outro anda a gamar. E há até quem não saiba o que anda a fazer... A verdade é que a vida continua difícil para Culatra, Rato e Bino. Mas tudo muda quando Tone, o homem do Mundo, regressa a casa para tentar salvar o pai, que está às portas da morte. E quando o reencontro ...
por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Português