Morreu o actor Filipe Duarte
Filipe Duarte (1953 - 2020)

Obituário  

Morreu o actor Filipe Duarte

As suas mais recentes interpretações cinematográficas foram em "Variações" e "Mosquito" — o actor Filipe Duarte faleceu aos 46 anos de idade, vitimado por um enfarte do miocárdio.

O actor Filipe Duarte morreu esta sexta-feira, 17 de abril, vítima de um enfarte do miocárdio — contava 46 anos.

Nascido em Nova Lisboa, Angola, a 5 de junho de 1973, os seus dois filmes mais recentes foram "Variações" (2019), de João Maia, e "Mosquito" (2020), de João Nuno Pinto.

Formou-se em teatro na Escola Superior de Teatro e Cinema, tendo mantido sempre uma forte ligação ao mundo dos palcos, interpretando, por exemplo, Gil Vicente, William Shakespeare ou Mia Couto. Marcou presença também em muitas produções televisivas.

Em cinema, a sua primeira longa-metragem é "Os Imortais" (2003), de António-Pedro Vasconcelos, um drama sobre memórias da Guerra Colonial. Surgiu depois em títulos como "A Costa dos Murmúrios" (2004), adaptação do romance de Lídia Jorge por Margarida Cardoso, "Coisa Ruim" (2006), fábula de terror assinada por Tiago Guedes e Frederico Serra, ou "A Outra Margem" (2007), de Luís Filipe Rocha, interpretando um travesti, porventura a personagem mais complexa da sua filmografia [trailer].



Com "A Vida Invisível" (2013), um melodrama lisboeta de Vítor Gonçalves, Filipe Duarte ganhou um Globo de Ouro da produção portuguesa. Entre os seus derradeiros títulos, incluem-se "Cinzento e Negro" (2015), um conto passional em cenários açorianos, escrito e realizado por Luís Filipe Rocha, e "A Morte de Luís XIV" (2016), de Albert Serra.

Participou ainda em "Nothing Ever Happened", de Gonçalo Galvão Teles, em fase de pós-produção, ainda sem data de estreia anunciada.

por
publicado 00:37 - 18 abril '20

Recomendamos: Veja mais Artigos de Obituário