Curta-metragem  

No AR: o cinema argentino no Cinemax

Nas próximas sessões, o Cinemax exibe e estreia na televisão portuguesa três filmes da seleção oficial da 2ª edição do AR - Festa do cinema Argentino. De quarta para quinta-feira, depois das 00h00, na RTP2.

A segunda edição do AR, o festival de cinema dedicado ao novo cinema argentino, irá exibir dez longas metragens inéditas (oito ficções e dois documentários) e quatro curtas-metragens.

Os filmes selecionados permitem descobrir relatos de um quotidiano urbano, campestre ou mesmo fantástico que revelam de forma incisiva várias questões políticas, económicas e sociais que emergem da sociedade contemporânea. Uma poética do atual cinema argentino.

O CINEMAX complementa a programação do AR, exibindo três curtas-metragens com personagens fantásticas, que poderiam inventadas ou reais, e que revelam uma profundidade invulgar neste formato.

Os três filmes selecionados foram exibidos nos melhores festivais de cinema do mundo. "The Mad Half Hour" integrou a seleção de curtas da Berlinale - Festival internacional de cinema de Berlim, do New York Film Festival e do 12º IndieLisboa onde ganhou o prémio Format Court

"El Ser Magnético" foi exibido na seleção oficial da Cinéfondation do Festival de Cannes.

"La Novia de Frankenstein" foi exibido em 17 festivais de cinema, incluindo Locarno, American film Institut e New York Film Festival.

"La Novia de Frankenstein" é o primeiro filme produzido pela associação Vaivém, sediada em Buenos e Lisboa, e que organiza o AR (29 de junho e 3 de julho) no cinema São jorge, em Lisboa.



EL SER MAGNÉTICO, de Mateo Bendesky
Sessão 15 junho



Esta curta agridoce conta a história de Aldo, um homem de 35 anos que vive com o seu irmão mais velho, Pablo.

Desde a sua casa, dedicam-se a uma disciplina mística criada pelo pai e cuja prática se desenvolve por internet. Aldo está cansado de ser pastor mas não sabe como dizê-lo.

Artes marciais, new age e algo de moral judio-cristã. Bendesky ensaia uma paródia ao quotidiano inventado pelos protagonistas, remarcando as contradições de dois irmãos solteirões e profetas nas suas terras.




THE MAD HALF HOUR, de Leonardo Brzezicki
Sessão 22 junho



A 'meia hora louca' é uma referencia à experiencia que geralmente vivem os gatos domésticos uma vez por dia. Está relacionado com a expansão de energia momentânea concentrada sem razão aparente, e que dura de 15 a 30 minutos.

Esta comédia pouco convencional segue o Juan, de 30 anos, um casal em crise e algumas relações exaltadas.

Uma curta que opera uma ideia baseada em contrastes, na liberdade de abrir significados sem impor significantes.

LA NOVIA DE FRANKENSTEIN, de Agostina Gálvez y Francisco Benzama
Sessão 28 junho



Durante o verão quente de Buenos Aires, Ivana trabalha para uma agência que aluga apartamentos a estrangeiros. A sua tarefa é receber inquilinos, fazer a tradução de castelhano para inglês e trocar dólares por pesos, quando este câmbio informal é proibido.

Ivana é complexa. Toda essa rede de intercâmbios acaba por construir um mundo no qual a realidade e a ficção, os pesos e os dólares, os amantes e os amores se vão cruzando por aí. Uma curta fresca e precisa que retrata com humor alguns submundos portenhos.

por
publicado 12:28 - 14 junho '16

Recomendamos: Veja mais Artigos de Curta-metragem