Número recorde de pré candidatos ao Oscar de filme estrangeiro
Quénia estreia-se na pré seleção: o produtor alemão Tom Tykwer com o realizador David Tosh Gitonga (Photo: Jim Chuchu).

Oscars 2013  

Número recorde de pré candidatos ao Oscar de filme estrangeiro

71 países submeteram candidaturas, com predominância clara da Europa. Filmes premiados com ouro em Cannes, Veneza e Berlim entre os candidatos.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 Número recorde de pré candidatos ao Oscar de filme estrangeiro
Amigos Improváveis Após um acidente de parapente, Philippe, um rico aristocrata, contrata Driss, um jovem dos subúrbios, praticamente acabado de sair da prisão, para o assistir no dia a dia... Resumindo, a pessoa menos adequada para o trabalho. Juntos, vão fazer renascer Vivaldi, recuperar ‘Earth Wind and Fire’, o verbo e o portão, os fatos clássicos e os fatos de treino. Dois universos irão cruzar-se e ...
Artigo recomendado:
Número recorde de pré candidatos ao Oscar de filme estrangeiro
Cinema Português
"Sangue" ou "Tabu": a escolha que dividiu Os mais influentes produtores nacionais divergem sobre o filme que Portugal candidatou ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e não poupam a ...

A comédia francesa "Amigos Improváveis", de Olivier Nakache et Eric Toledano, é o filme mais popular entre os 71 submetidos no processo de candidatura ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. O filme foi um sucesso mundial, com receitas superiores a 380 milhões de dólares, e é distribuído nos Estados Unidos por Harvey Weinstein, o que lhe garante enorme visibilidade neste processo de seleção.

Entre os candidatos estão os três filmes que venceram, em 2012, os galardões máximos dos três mais prestigiados festivais de cinema do mundo: "Amour", do austríaco Michael Haneke (Palma de Ouro em cannes), "Pietà", do sul coreano Kim Ki-duk (Leão de Ouro em veneza) e "César deve Morrer" dos irmãos Tavianni (Urso de Ouro em Berlim).

A lista de candidatos submetidos pelos diversos países ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro conta com 71 filmes, um número nunca antes atingido. As produções europeias são predominantes e totalizam mais da metade das candidaturas com 39 filmes submetidos. Seguem-se Ásia (16 filmes), América (13) e África (4).
 
O filme do Irão, "A Cube of Sugar", não está na lista de candidatos, apesar de ter sido um filme iraniano, "Uma Separação", o vencedor do Oscar para Melhor Filme Estrangeiro em 2012. As autoridade iranianas impediram o candidato de concorrer, uma decisão que assume a forma de protesto por causa do filme norte-americano anti-Islão que correu as redes sociais, intitulado "A Inocência dos Muçulmanos". O ministro da Cultura e da Orientação Islâmica, Mohammad Hosseini, apelou ao boicote dos Oscars.

Entre 71 filmes submetidos à apreciação da Academia surge, pela primeira vez, um filme quéniano, "Nairobi Half Life", e os mais recentes filmes de cineastas consagrados, como "Life Without Principle" de Johnnie To (Hong Kong) e "Caught in the Web" de Chen Kaige (China)

O filme "Sangue do Meu Sangue", do realizador João Canijo, é o candidato de Portugal. Este foi o filme português mais visto nas salas de cinema de Portugal em 2011, com 20.953 espetadores.

A  Academia das Artes e Ciências do Cinema fará uma pré seleção a partir destas 71 candidaturas, e a partir dessa lista mais restrita serão escolhidos os cinco nomeados para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. O anúncio será feito a 10 de Janeiro do próximo ano e a cerimónia oficial de entrega dos Oscars terá lugar a 24 de Fevereiro, no Dolby Theater, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

71 filmes pré indicados para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro
África do Sul - "Little One", de Darrell James Roodt
Afeganistão - "The Patience Stone", de Atiq Rahimi
Albânia - "Pharmakon", de Joni Shanaj
Alemanha - "Barbara", de Christian Petzold
Argélia - "Zabana!", de Said Ould Khelifa
Argentina - "Infância Clandestina", de Benjamín Ávila
Arménia - "If Only Everyone", de Natalia Belyauskene
Australia - "Lore", de Cate Shortland
Áustria - "Amour", de Michael Haneke
Azerbaijão - "Buta", de Ilgar Najaf
Bangladesh - "Ghetu Putra Kamola", de Humayun Ahmed
Bélgica - "À Perdre La Raison", de Joachim Lafosse
Bósnia e Herzegovina -" Djeca", de Aida Begic
Brasil - "O Palhaço", de Selton Melo
Bulgária - "Kecove", de Valeri Yordanov e Ivan Vladimirov
Camboja - "Lost Loves", de Chhay Bora
Canadá - "Rebelle", de Kim Nguyen
Chile - "No", de Pablo Larraín
China - "Caught in the Web", de Chen Kaige
Colômbia - "El Cartel de los Sapos", de Carlos Moreno
Croácia - "Ljudozder vegetarijanac", de Branko Schmidt
Cazaquistão - "Warriors of the Steppe", de Akan Satayev
Coreia do Sul - "Pietà", de Kim Ki-duk
Dinamarca - "En Kongelig Affære", de Nikolaj Arcel
Eslováquia - "Made in Ash", de Iveta Grófová
Eslovénia - "Izlet", de Nejc Gazvoda
Espanha - "Blancanieves", de Pablo Berger
Estónia - "Seenelkäik", de Toomas Hussar
Finlândia - "Puhdistus", de Antti J. Jokinen
Filipinas - "Bwakaw", de Jun Robles Lana
França - "Amigos Inseparáveis", de Olivier Nakache e Eric Toledano
Géorgia - "Keep Smiling", de Rusudan Chkonia
Grécia- "Adikos kosmos", de Filippos Tsitos
Gronelândia - "Inuk", de Mike Magidson
Hong Kong - "Life Without Principle", de Johnnie To
Holanda - "Kauwboy", de Boudewijn Koole
Hungria - "Csak a szél", de Benedek Fliegauf
Islândia - "Djúpið", de Baltasar Kormákur
Índia - "Barfi!", de Anurag Basu
Indonésia - "Sang Penari", de Ifa Isfansyah
Israel - "Lemale et ha'halal", de Rama Burshtein
Itália - "César Deve Morrer", de Paolo Taviani e Vittorio Taviani
Japão - "Kazoku No Kuni", de Yang Yong-Hi
Letónia - "Golfstrim Pod Aysbergom", de Yevgeny Pashkevich
Lituânia - "Ramin", de Audrius Stonys
Macedónia - "Treto Poluvreme", de Darko Mitrevski
Malásia - "Bunohan", de Dain Iskandar Said
México - "Después de Lucía", de Michel Franco
Marrocos - "Death for Sale", de Faouzi Bensaïdi
Noruega - "Kon-Tiki", de Joachim Rønning e Espen Sandberg
Palestina - "When I Saw You", de Annemarie Jacir
Peru - "Las Malas Intenciones", de Rosario García-Montero
Polónia - "80 milionów", de Waldemar Krzyste
Portugal - "Sangue do Meu Sangue", de João Canijo
Quénia - "Nairobi Half Life", de David 'Tosh' Gitonga
Quirguistão - "The Empty Home", de Nurbek Egen
República Dominicana - "Jaque Mate", de José María Cabral
República Checa - "Ve stínu", de David Ondrícek
Roménia - "Dupa dealuri", de Cristian Mungiu
Rússia - "Belyy Tigr", de Karen Shakhnazarov
Sérvia - "Kad Svane Dan", de Goran Paskaljevic
Singapura - "Already Famous", de Michelle Chong
Suécia - "Hypnotisören", de Lasse Hallströn
Suíça - "L'enfant d'en Haut", de Ursula Meier
Taiwan - "Touch of the Light", de Chang Jung-Chi
Tailândia - "Headshot", de Pen-ek Ratanaruang
Turquia - "Atesin Düstügü Yer", de Ismail Gunes
Ucrânia - "Firecrosser", de Mykhailo Illienko
Uruguai - "La Demora", de Rodrigo Plá
Venezuela - "Piedra, Papel o Tijera", de Hernán Jabes
Vietname - "Mui Co Chay", de Nguyen Huu Muoi

  • Número recorde de pré candidatos ao Oscar de filme estrangeiro
    Pietà
    "Pieta" é um filme melodramático e humanista que utiliza a violência e a brutalidade para abordar, de uma forma bastante criativa e intelectual, os limites emocionais do ser humano e da redenção.
  • Número recorde de pré candidatos ao Oscar de filme estrangeiro
    Amor
    Georges e Anne estão nos seus oitenta anos. São Professores de música aposentados. A filha, que também é música, mora no estrangeiro com a família. Um dia Anne tem um ataque. A relação do casal é severamente testada.
por
publicado 16:52 - 09 outubro '12

Recomendamos: Veja mais Artigos de Oscars 2013