Oscar volta a ser em bronze

Oscar 2016  

Oscar volta a ser em bronze

A Academia mudou de fornecedor e o design da estatueta sofreu um ligeiro rejuvenescimento.

A famosa estatueta do Oscar recuperou a juventude antes da cerimónia de entrega dos prestigiados prémios no cinema americano, no final do mês. Reecontra o bronze das suas origens, em 1929, mas mantém a cobertura em ouro puro.

"Com alguma tecnologia do século XXI, somos capazes de honrar os primórdios orgulhosos do Oscar", disse num comunicado Cheryl Boone, presidente da Academia que se prepara para apresentar os seus prémios a 28 de fevereiro.

"A nova estátua é um exemplo do conhecimento e do caráter intemporal da arte", prosseguiu, anunciando a mudança no fornecedor das estatuetas.

A fundição Polich Tallix de Belas Artes, com sede em Rock Tavern, Nova Iorque, restaurou os "traços sutis" da estatueta original criada pelo escultor George Stanley através de raios-x digitais de um modelo bronze construído em 1929, antes de imprimir um molde 3D em cera.

Cada molde foi, em seguida, revestido com uma película de cerâmica e, depois da secagem, colocada num forno a 870 graus Celsius, que fundiu a cera e deixou um invólucro vazio em forma de Oscar.

Bronze líquido a mais de 980 graus foi então vertido para o reservatório. Após arrefecer, a estatueta que sai do molde é lixada e polida.

Está então pronta para a última etapa: a aplicação da cobertura com ouro de 24 quilates realizada por uma empresa de Brooklyn.

Demorou cerca de três meses para fazer cinquenta estatuetas, disse a Academia.

Com 34 cm de altura e pesando 3,85 quilos, o Oscar rejuvenescido tem as mesmas medidas do seu antecessor, que foi fabricado em estanho desde 1982 pela empresa R.S. Owens, com sede em Chicago.

Cerca de três mil estatuetas foram concebidas desde 1929. Este ano, serão entregues em 24 categorias.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Oscar 2016