Oscars 2012: um ar de cinema clássico
Martin Scorsese rodando "Hugo": o realizador volta a estar em destaque nos Oscars.

Oscars 2012  

Oscars 2012: um ar de cinema clássico

Obras de Martin Scorsese e Michel Hazanavicius sobre a origem do cinema e a transição do mudo para o sonoro totalizam 21 nomeações.

Artigo recomendado:
Oscars 2012: um ar de cinema clássico
Oscars 2012
"Hugo" e "O Artista" dominam nomeações dos Oscars A academia norte americana de artes e ciências cinematográficas apresentou esta manhã a lista de nomeados para a 84ª cerimónia de entrega ...

A ode de Martin Scorsese aos primórdios do cinema em Paris totaliza 11 nomeações para os Oscars, incluindo melhor filme e realizador. "O Artista" é o segundo filme mais nomeado, em dez categorias, destacando-se as de argumento adaptado, realizador (Michel Hazanavicius), ator (Jean Dujardin) e atriz secundária (Bérénice Bejo).

Além de "Hugo" (estreia em Portugal a 16 de fevereiro) e "O Artista" (2 de fevereiro), surgem nomeados para melhor filme o drama familiar "Os Descendentes", o conto pós 11 de setembro "Extremamente Alto, Incrivelmente Perto" (1 março), a comédia sulista "As Serviçais", a fantasia romântica "Meia Noite em Paris", o drama sobre o basebol "Moneyball - Jogada de Risco", o filme espiritual "A Árvore da Vida", e o épico sobre a I Guerra Mundial "Cavalo de Guerra" (23 de fevereiro).

Na categoria de melhor realizador surgem quatro realizadores que já foram nomeados e premiados. Woody Allen está em destaque já que totaliza a sétima nomeação tendo ganho um Oscar de realizador com "Annie Hall" (1977). "Meia-Noite em Paris" é o maior sucesso de Allen desde "Ana e as Suas Irmãs" e permitiu-lhe somar a 15ª nomeação na categoria de argumento original, ampliando a sua condição de recordista na área de escrita de argumento (Billy Wilder é o segundo com 12 nomeações).

Martin Scorsese ("Hugo"), também está nomeado pela sétima vez (ganhou o Oscar de realizador com "Departed - Entre Inimigos (2006). Dois realizadores, nunca premiados, somam a segunda nomeação para o Oscar de melhor realizador: Terrence Malick ("A Árvore da Vida"), foi nomeado com "Barreira Invisível - Thin Red Line" (1998); e Alexander Payne ("Os Descendentes"), que recebeu nomeações nas categorias de argumento adaptado e realização com "Sideways" (2007).

O estreante nesta categoria é o francês Michel Hazanavicius com "O Artista". Este antigo crítico tem obtido um sucesso sem precedentes desde que o seu filme estreou na competição do festical de Cannes, em maio passado, onde Jean Dujardin foi considerado melhor ator.

Note-se que os membros da Academia escolheram apenas nove candidatos a melhor filme do ano em vez dos dez nomeados em edições anteriores. É uma consequência do novo sistema de votação que deixou esta categoria com um número incerto de nomeados, variando entre um minímo de cinco e um máximo de dez. Os votantes escolhem os filmes, ordenando-os de 1 a 10, colocando em primeiro a sua principal opção para melhor filme. Assim, uma obra só poderá ser nomeada na categoria principal se for indicada no primeiro lugar em pelo menos 5% dos votos apresentados.

Na categoria de melhor filme animado surge os campeões de bilheteira "O Panda do Kung Fu 2", "O Gato das Botas" e "Rango", com as produções europeias "Chico e Rita" (Espanha, Grã-Bretanha) e "Une Vie de Chat" (França). Os candidatos a melhor filme de língua estrangeira são "Bullhead", de Michael R. Roskam (Bélgica), "Footnote", de Joseph Cedar (Israel), "In Darkness", de Agnieszka Holland (Polónia), "Monsieur Lazhar", de Philippe Falardeau (Canadá), "Uma Separação", de Asghar Farhadi (Irão) - apenas o filme iraniano estreou em Portugal.

Atores e atrizes: Dujardin, Clooney, Streep e Williams embalados
Jean Dujardin, que ganhou o Globo de Ouro de melhor ator num musical ou comédia em "O Artista, onde é uma estrela do cinema mudo que entra em decadência com o advento do sonoro, concorre com George Clooney, que venceu o Globo de Ouro na categoria dramática, em "Os Descendentes ", interpretando um pai que tenta manter a família unida após um acidente de barco que coloca a sua esposa num coma.

Outros candidatos ao Oscar de melhor ator são Demian Bichir, como um pai de origem latina emigrado em Los Angeles, em "Uma Vida Melhor"; Gary Oldman como o mestre da guerra fria no drama de espionagem "A Toupeira", e Brad Pitt como o diretor desportivo Billy Beane em "Moneyball - Jogada de Risco".

Nas categorias de interpretação feminina destacam-se Meryl Streep (premiada com o Globo de Ouro para melhor atriz dramática como Margaret Thatcher em "A Dama de Ferro") e Michelle Williams (Globo de Ouro para melhor atriz em musical ou comédia como Marilyn Monroe em "Minha semana com Marilyn").

Maryl Streep, premiada com dois Oscars, consolida o recorde de atriz mais nomeada com 17 indicações - são mais cinco do que Katharine Hepburn e Jack Nicholson, que estão empatados em segundo lugar. Mas apesar do sucesso nas nomeações, a atriz persegue um Oscar há mais de trinta anos (ganhou com "Kramer contra Kramer" em 1979 e "A Escolha de Sofia", em 1982) e nunca conseguiu vencer o prémio nas últimas 12 vezes em que foi nomeada.

Junto com Streep e Williams, surgem Glenn Close, num drama de época onde interpreta um mordomo do sexo masculino ("Albert Nobbs"), Viola Davis como uma doméstica negra que assume um papel importante na afirmação dos direitos civis dos afro-americanos nos anos 60 do século XX ("As Serviçais"), e Rooney Mara como uma pirata informática ("Millennium 1: Os Homens que Odeiam as Mulheres").

Secundários: dois atores podem ganhar o Oscar aos 82 anosOctavia Spencer, premiada com o Globo de atriz secundária pelo desempenho de uma doméstica desbocada em "As Serviçais", surge como favorita entre as cinco candiadatas ao Oscar de actriz secundária. O mesmo raciocínio pode ser aplicado ao veterano Christopher Plummer, que ganhou o Globo de ator secundário pelo seu papel de um pai idoso que assume a sua homossexualidade na comédia romântica "The Begginers - Assim é o Amor".

Plummer, ator de teatro, passou parte de sua carreira de 60 anos sem ter o reconhecimento da Academia de Hollywood. Algo que mudou quando foi nomeado ator secundário, há dois anos, pelo desempenho de Leo Tolstoy em "A Última Estação".

Se vencer, Plummer irá tornar-se, aos 82 anos, no ator mais velho a ganhar o Oscar. Curiosamente, enfrenta a concorrência de Max von Sidow ("Extremamente Alto, Incrivelmente Perto"), que tem a mesma idade. O que ganhar superará a marca de George Burns ("The Sunshine Boys", 1975) e Jessica Tandy ("Miss Daisy", 1989), ambos premiados com 80 anos.

O prémio de ator secundário é disputado por Kenneth Branagh, como Laurence Olivier em "A Minha Semana com Marilyn", Jonah Hill como um génio da estatísticas do basebol em "Moneyball - Jogada de Risco", Nick Nolte como um pai abandonado em "Warrior", e Max von Sydow como um homem misterioso em "Extremamente Alto, Incrivelmente Perto".

Bérénice Bejo, a parceira romântico de "O Artista", foi nomeada para atriz secundária pelo desempenho de uma estrela emergente do cinema sonoro. Jessica Chastain teve um ano produtivo e surge indicada nesta categoria pelo seu desempenho de uma patroa sulista em "As Serviçais". As restantes candidatas são Melissa McCarthy na comédia "A Melhor Despedida de Solteira", e Janet McTeer no papel de uma mulher que se faz passar por um homem, em "Albert Nobbs".

Algumas surpresas

  • "A Árvore da Vida", de Terrence Mallcik, soma apenas três nomeações, mas surge nas categorias principais de melhor filme e realizador;
  • "J. Edgar" de Clint Eastwood com Leonardo DiCaprio interpretando o presidente Hoover, foi totalmente excluído;
  • Demien Bichir é nomeado por "A Better Life", um filme que teve poucos espectadores quando estreou no início do verão nos Estados Unidos;
  • Ryan Gosling não surge na categoria de melhor ator apesar dos seus papéis em "Nos Idos de Março" e "Drive - Duplo Risco";
  • Michael Fassbender falhou qualquer nomeação apesar dos seus desempenhos em "Shame " e "Um Método Perigoso";
  • Tilda Swinton também não correspondeu ao favoritismo suscitado pelo seu desempenho em "Temos que Falar sobre Kevin";
  • "As Aventuras de Tintin: O Segredo do Licorne" falhou a nomeação na categoria de melhor filme de animação.


por
publicado 17:16 - 24 janeiro '12

Recomendamos: Veja mais Artigos de Oscars 2012