Para redescobrir (mais) alguns clássicos
Alberto Sordi (em primeiro plano) em "Os Inúteis" (1953): um dos filmes menos conhecidos de Fellini

Reposições  

Para redescobrir (mais) alguns clássicos

Em tempo de pandemia, o mercado das salas continua a oferecer uma diversidade que importa sublinhar: para além das novidades, é preciso não esquecer o valor cinéfilo das reposições.

Crítica recomendada:
Para redescobrir (mais) alguns clássicos
Estreias
O tempo mágico da cinefilia Chegou, finalmente, "Tenet", de Christopher Nolan: algures entre o thriller e a ficção científica, este é um filme de renovada celebração ...

Mesmo com todas as atribulações, limitações e prevenções decorrentes da pandemia, é verdade que o mercado continua a oferecer-nos algumas preciosas novidades. E se "Tenet", de Christopher Nolan, surge como "bandeira" de um relançamento que todos desejamos, convém não esquecer, por exemplo, o melodrama telúrico de Carlos Reygadas, "O Nosso Tempo", ou a evocação histórica proposta por "A Troca das Princesas", de Marc Dugain.

Dito isto, importa também acrescentar que o melhor da actual oferta passa também pelas reposições — e, quase sempre, em impecáveis cópias restauradas.

Continua, assim, o ciclo "Essencial Fellini" (em salas de Lisboa, Porto e Cascais), numa iniciativa da Festa do Cinema Italiano, em conjugação com a Alambique Filmes — esta semana surge "Os Inúteis" (1953), com Alberto Sordi, por certo um dos títulos mais auto-biográficos de Federico Fellini, pelo modo como aborda os ambientes da "província" italiana, e também um dos menos divulgados.

Por seu lado, a Medeia Filmes prolonga a revisitação de uma bela colecção de filmes de Ingmar Bergman. No Porto, estão a passar alguns dos clássicos mais célebres do mestre sueco, incluindo "A Máscara" (1966) e "Fanny e Alexandre" (1982); em Lisboa, esta semana começa a apresentação de um novo conjunto de títulos em que surgirão, entre outros, "Ritual" (1969), fascinante aventura pelo teatro, na origem um telefilme, e "Sonata de Outono" (1978), especialíssimo encontro entre o realizador e Ingrid Bergman (mesmo prestígio internacional, mesmo apelido, mas sem relação familiar).

A registar ainda no domingo, dia 6, 21h00 (Nimas, Lisboa), a exibição de um dos objectos de culto do "western spaghetti": "O Bom, o Mau e o Vilão" (1966), de Sergio Leone, produção italiana que foi decisiva para a consolidação da carreira de Clint Eastwood... nos EUA.

por
publicado 23:36 - 03 setembro '20

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais Cinema