Quase 500 salas de cinema reabriram na China

Box Office  

Quase 500 salas de cinema reabriram na China

O governo chinês autorizou o regresso do cinema em sala a algumas províncias, após sinais de que a epidemia do novo coronavírus está dominada.

Na sexta-feira, 20 de março, a China deu mais alguns passos no regresso à normalidade. Reabriram portas 486 cinemas, um número que subiu para 507 no sábado, afirma o canal CGTN. Um número diminuto de salas tinha testado as águas e começado a funcionar dias antes, a 16 de março

O regresso não está a ser fácil e um exibidor em Xinjiang, na província autónoma Uygur, reconheceu que ninguém apareceu para as sessões no primeiro dia. Sexta-feira, o total de receitas de bilheteira terá sido de apenas 1.945 dólares. Sábado, subiu para 4.355 dólares, segundo o Variety que cita a plataforma de compra eletrónica Maoyan.

Outras regiões que começam a mostrar filmes em sala incluem partes da Mongólia, Sichuan, Qinghai, Henan, Fujian e Guangdong, diz a mesma notícia.

As salas reabertas representam menos de 5% do total existente no país e estão concentradas em províncias distantes das áreas mais afetadas pela epidemia do novo coronavírus. Sem estreias disponíveis, estão a recorrer a filmes já estreados, sobretudo sucessos de bilheteira locais como "Wolf Totem", ou "The Wandering Earth", a preços reduzidos. Mantêm-se obrigatórias as restrições na lotação das salas, as distâncias entre espectadores e as medidas de higienização.

A China foi o primeiro país a ser afetado pelo Covid-19, logo em finais de 2019, tendo registado mais de 80 mil casos que provocaram 3.270 mortes. De momento, não estão a ser registados novos casos de infeção dentro do território continental chinês, tendo sido reportados apenas 39 doentes provenientes do exterior.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Box Office