Realismo(s) no Festival do Estoril
Christi Puiu (à direita): realizador e protagonista de "Aurora"

Mais CinemaCinema Europeu  

Realismo(s) no Festival do Estoril

Curiosamente, alguns dos títulos mais importantes do Festival do Estoril reflectem as convulsões realistas do cinema contemporâneo. Um deles, "Aurora", vem da Roménia e já tinha deixado as suas marcas em Cannes.

Será que existe um novo realismo capaz de dar conta das vidas privadas? Talvez seja arriscado responder de modo afirmativo, quanto mais não seja porque a pluralidade do cinema contemporâneo aconselha alguma prudência. Em todo o caso, alguns filmes vistos no Festival do Estoril garantem-nos que existe uma pulsão realista que contamina autores das mais variadas geografias e culturas.

Os Miúdos Estão Bem/The Kids Are All Right, produção americana dirigida por Lisa Cholodenko, poderá servir de sintoma importante (tanto mais que muito se especula sobre a possibilidade da interpretação de Annette Benning chegar aos Oscars). Mas o caso mais radical será, talvez, o de Aurora, título romeno com assinatura de Christi Puiu, o autor de A Morte do Sr. Lazarescu (2005).

Felizmente, Aurora tem estreia agendada para as salas portuguesas (tendo sido um dos grandes momentos da secção "Un Certain Regard" de Cannes/2010). Em todo o caso, valerá a pena sublinhar, desde já, que o seu austero olhar realista passa por um minucioso trabalho de representação, tanto mais subtil quanto se confunde com o de realização. Ou seja: Christi Puiu é também o actor principal.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaCinema Europeu