Festival  

Realizador Roger Corman em setembro no festival MOTELX

A 11ª edição do festival internacional de terror de Lisboa terá lugar entre 5 e 10 de setembro.

Os realizadores Alejandro Jodorowsky e Roger Corman, dois nomes fundamentais do cinema de terror, estarão em Lisboa em setembro, no âmbito da 11.ª edição do MOTELX - Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, foi hoje anunciado pela organização do festival.

A edição de 2017 do MOTELX decorre de 5 a 10 de setembro, no Cinema São Jorge, no Teatro Tivoli e na Cinemateca Júnior (Palácio Foz), em Lisboa.

A organização lembrou Alejandro Jodorowsky, de 88 anos, como o "psico-mago chileno que, com o seu 'El Topo', foi o pioneiro das sessões da meia-noite, criou ao longo dos anos um legado único no campo do surrealismo cinematográfico, que atraiu a atenção de figuras como Salvador Dalí, John Lennon, Pink Floyd ou Orson Welles".

Já Roger Corman, de 91 anos, é descrito como "um dos maiores cineastas e produtores independentes da história do cinema americano, rebelde de Hollywood que a Academia reconheceu com um Óscar Honorário" e com quem "começaram nomes como Martin Scorsese, Jack Nicholson e Robert de Niro".

Este ano, o MOTELX associa-se à programação de Lisboa, Capital Ibero-Americana da Cultura 2017, com a retrospetiva "O Estranho Mundo do Terror Latino", um ciclo especial "que propõe explorar a diversidade do cinema de género produzido na América do Sul e na Península Ibérica".

Na corrida ao prémio MOTELX para a melhor curta de terror portuguesa estão nove filmes: "#Blessed", de Diogo Lopes, "Carga", de Luís Campos, "Depois do Silêncio", de Guilherme Daniel, "Entelekheia", de Hugo Malainho, "A Instalação do Medo", de Ricardo Leite, "Mãe Querida", de João Silva Santos, "O Candeeiro - Um Filme à Luz de Lisboa", de Henrique Costa e Hugo Passarinho, "Revenge Porn", de Guilherme Trindade, e "Thursday Night", de Gonçalo Almeida.

O filmes em competição pelo prémio MOTELX para a melhor longa-metragem de terror europeia serão anunciados em breve.

Além disso, regressa a competição microCURTAS, destinada a curtas-metragens com um máximo de dois minutos de duração e filmadas integralmente com 'smartphone' ou 'tablet'. Qualquer pessoa pode participar nesta competição, cujas inscrições decorrem até 26 de agosto, através da página do MOTELX na rede social Facebook.

Durante o festival haverá ainda uma sessão especial dedicada ao luso-brasileiro Jean Garrett, "o artesão do cinema 'exploitation' paulistano dos anos 70", e na secção Quarto Perdido serão exibidas duas coproduções entre Portugal e Espanha: "Crime de Amor" (1972) e "O Espírita" (1974).

Dos filmes que serão exibidos, a organização destaca "The Limehouse Golem", de Juan Carlos Medina, "uma revisitação feminista do mito de Jack, o Estripador, ou "Kuso", "a experimental proposta escatológica do músico Flying Lotus, que causou sensação nas meias-noites de Sundance", "The Bar", do mestre do terror espanhol Álex de la Iglesia, e "o politicamente incorreto" "68 Kill", de Trent Haaga.

Na secção Lobo Mau, dedicada aos mais novos, será exibido, pela primeira vez em Portugal, em sala, o filme de animação "O Livro da Vida".

O MOTELX inclui ainda a secção LAB, com 'masterclasses', conferências e 'workshops', e eventos paralelos, como a apresentação do livro "Os Melhor Contos de Edgar Allan Poe", ou "uma maratona de escrita fora de horas".

A anteceder o início oficial, haverá três dias de festas, concertos e sessões de cinema ao ar livre, no Largo de São Carlos e na Rua da Moeda (Cais do Sodré)".

por
publicado 13:25 - 19 julho '17

Recomendamos: Veja mais Artigos de Festival