Seleção Oficial: filmes em competição

Cannes 2011  

Seleção Oficial: filmes em competição

Eis a selecção de 20 filmes candidatos à Palma de Ouro da 64ª edição do Festival de Cannes. Uma seleccão com 4 realizadoras, três cineastas premiados com a Palma de Ouro, dois estreantes, dois japoneses e quatro franceses.

FICHA TÉCNICA  CARTAZ SINOPSE ANTECEDENTES
Título: LA PIEL QUE HABITO
  Baseado na obra de Thierry Jonquet, “Mygale”, o filme conta a história de Robert Ledgard (Antonio Banderas), um cirurgião plástico que, após a morte da mulher num acidente de viação, se dedica à criação de uma nova pele, que poderia tê-la salvo. Doze anos depois, atinge o seu objectivo: Ledgard inventa uma pele resistente a qualquer tipo de agressão… mas agora precisa de uma cobaia, de um cúmplice e de muito poucos escrúpulos…
Almodóvar persegue a Palma de Ouro desde 1999 quando surgiu pela primeira vez na competição do festival com "Tudo Sobre a Minha Mãe". Dos cinco filmes que realizou desde então, apenas "Fala com Ela" não foi apresentado no festival. Ganhou prémio de realização com "Tudo Sobre a Minha Mãe" e argumento com "Voltar. Falhou qualquer prémio com "Abraços Desfeitos". 
Realizador: Pedro ALMODÓVAR
Elenco: Antonio Banderas, Elena Anaya, Marisa Paredes
Duração: 107m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:


   
Título: L’APOLLONIDE - SOUVENIRS DE LA MAISON CLOSE   No início do século XX, num bordel parisiense, há uma mulher que se destaca: o rosto marcado por uma cicatriz, a tragédia no sorriso. À sua volta desenrolam-se as vidas das outras raparigas, com as suas rivalidades e angústias, as suas dores e receios. A casa está fechada ao mundo exterior, mas lá dentro tudo é possível.
Uma das presenças francesas na competição. O músico e cineasta Bertrand Bonello apresentou, em edições anteriores do festival, "Tiresia", na selecção oficial de 2003, e "O Pornógrafo", na semana dos realizadores, em 2001, filme que lhe valeu o prémo da crítica (FIPRESCI). 
Realizador: Bertrand BONELLO
Elenco: Noémie Lvovsky, Hafsia Herzi, Céline Sallette
Duração: 125m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:




Título: PATER   Entre a realidade e a ficção, o seu mundo e o imaginário. Dois amigos a beberem num bar. A imaginarem que filme poderiam realizar juntos. Filmam-se disfarçados de homens poderosos. As suas histórias pessoais cruzadas com uma história simples. Assim é este filme, em que Alain Cavalier e Vincent Lindon percorrem as mais diversas situações que os colocam na verdadeira fronteira do cinema: é ou não verdade? Alain Cavalier é um dos três cineastas franceses candidatos à Palma de Ouro. Regressa ao festival onde apresentou dois filmes: "Libera Me" (1993) e "Teresa" (1986), com o qual recebeu o prémio do júri. Ambos constaram do palmarés atribuído pelo júri ecuménico. Aos 79 anos é o decano desta selecção.
Realizador: Alain CAVALIER
Elenco: Alain Cavalier, Vincent Lindon
Duração: 105m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:
     
Título: FOOTNOTE   Os Shkolnik são investigadores de pai em filho. Enquanto Eliezer Shkolnik, professor purista e misantropo nunca conseguiu ter sorte na vida, o seu filho Uriel é reconhecido pelos seus colegas. Até ao dia em que o pai recebe uma chamada: a academia decidiu recompensá-lo com o prémio mais prestigioso da discipina. O seu desejo de reconhecimento revela-se publicamente. Única presença israelita na competição. Joseph Cedar, nascido em Nova Iorque e a viver em Jerusalém desde os 5 anos, surge pela primeira vez no Festival de Cannes. Mas a sua ficção anterior, "Beaufort", foi premiada com Urso de Ouro no Festival de Berlim e nomeado para o Oscar de melhor filme estrangeiro 2008.
Realizador: Joseph CEDAR
Elenco: Shlomo Bar Aba, Lior Ashkenazi, Alisa Rosen
Duração: 106m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:



 
Título: UMA VEZ NA ANATÓLIA
  Era uma vez uma pequena aldeia. Vive-se a esperança de que surja a novidade e a diferença, mas tudo permanece irremediavelmente similar. O caminho segue sempre pela mesma estrada estreita, a vida segue sempre monótona. Será? É longa e frutuosa a relação do turco Nuri Bilge Ceylan com o Festival de Cannes. "Koza" ganhou a Palma de Ouro para melhor curta-metragem em 1995. Três das suas seis longas-metragens foram  seleccionadas e premiadas: "Distante" (Grande Prémio do Júri, 2002), "Climas" (Prémio Fipresci, da crítica internacional, 2006) e "Os Três Macacos" (prémio de realização, 2008). Falta-lhe a Palma de Ouro.
Realizador: Nuri Bilge CEYLAN
Elenco: Muhammet Uzuner, Yilmaz Erdogan, Taner Birsel
Duração: 157m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:
 


Titulo: LE GAMIN AU VÉLO
  O jovem Cyril (Thomas Doret) foi abandonado pelo pai num lar para crianças e tem essa ideia fixa de o encontrar. Samantha (Cécile de France) cruza-se por acaso no seu caminho e acolhe-o em sua casa durante os fins de semana. Mas Cyril, concentrado na raiva de ter sido abandonado, não consegue ver o amor que Samantha lhe dedica. Os irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne são favoritos ao prémio máximo e dos poucos autores consagrados por duas vezes com a Palma de Ouro. Aconteceu com "Rosetta" (1999) e "A Criança" (2005). Os seus últimos cinco filmes foram seleccionandos. "O Filho" (2002) não recebeu nenhum prémio oficial mas "O Silêncio de Lorna" (2008) ganhou o prémio de argumento.
Realizador: Jean-Pierre DARDENNE e Luc DARDENNE
Elenco: Cécile de France, Thomas Doret, Jérémie Renier
Duração: 87m
Género:  Drama
Data de Estreia-Portugal:

 
 
Título: LE HAVRE
  A ação passa-se na cidade portuária francesa de Havre. Marcel Marx (André Wilms), um antigo escritor famoso e boémio, exilou-se nesta cidade e tornou-se engraxador de sapatos. A sua ambição literária esmoreceu e Marx resignou-se a uma vida simples, dividida entre o bar local, a profissão e a mulher. Mas, ao mesmo tempo que esta adoece, eis que no seu caminho surge uma criança africana imigrada…
"Le Havre" é o quarto filme do finlandês Aki Kaurismäki seleccionado para a competição oficial de Cannes. "Nuvens Passageiras (1996), e "Luzes no Crepúsculo" (2006) nao receberam prémios oficiais. A melhor presença foi "Homem Sem Passado" (2002) que recebeu o Grande Prémio do Júri.
Realizador: Aki KAURISMÄKI
Elenco: André Wilms, Kati Outinen, Jean-Pierre Darroussin
Duração: 93m
Género: Comédia, Drama
Data de Estreia-Portugal:

 

Título: HANEZU NO TSUKI   A modernidade apagou o sentido de espera que era característico dos japoneses. Em tempos, este povo criou três montanhas japonesas, que eram habitadas por deuses e uma metáfora para as batalhas que os homens travavam no seu íntimo, sendo aquelas a expressão do karma humano. A evolução acabou por refrear as esperanças desiludidas dos antepassados, que veem nesta era altamente tecnológica o desperdício da vida.
A japonesa Naomi Kawase é reconhecida pelo seu trabalho documental, o mais preponderante de uma filmografia com 16 obras. Regressa à selecção oficial após ter apresentado três filmes em edições anteriores: "Moe no Susako" (1997), "Sharasojyu" (2003), e "Mogari no More" (2007), distinguido com o Grande Prémio do Júri.
Realizador: Naomi KAWASE
Elenco: Tohta Komizu, Hako Oshima, Tetsuya Akikawa
Duração: 91m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:



 
Título: SLEEPING BEAUTY   Lucy (Emily Browning) é uma jovem universitária que, para ganhar algum dinheiro, se vê enredada num misteriosa rede de belas adormecidas, onde impera, claro, a beleza e o desejo. Ela adormece, acorda… sempre com a sensação de que nada se passou. Uma história carregada de erotismo e sensualidade.
Primeiro filme da escritora australiana Julia Leigh, com Emily Browning ("Sucker Punch") no papel de uma bela adormecida para adultos num drama erótico que pode ter o estatuto de filme choque desta edição do Festival de Cannes.

 


 
Realizador: Julia LEIGH
Elenco: Emily Browning, Michael Dorman, Mirrah Foulkes
Duração: 104m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:




Título: POLISSE   O filme mostra a dificuldade do quotidiano dos polícias da Brigada de Proteção de Menores. Uma jornalista é destacada para fazer uma reportagem sobre este tema, mas nasce uma ligação entre ela e um daqueles polícias feridos pela crueza desta realidade.
O quarto filme realizado pela francesa Maïwenn Le Besco é uma das incógntas desta competição. Maïwenn tem 34 anos e é uma das mais novas cineastas a competir pela Palma de Ouro. No entanto já marcou presença como actriz no elenco de 30 filmes. Nenhum dos filmes que realizou anteriormente esteve no Festival de Cannes.
Realizador: Maïwenn LE BESCO
Elenco: Maïwenn Le Besco, Riccardo Scamarcio, Karin Viard
Duração: 127m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:
 


Título: A ÁRVORE DA VIDA
  Na década de 50, Jack (Sean Penn), cresce dividido entre um pai autoritário e uma mãe terna e generosa. Assim que nascem os seus dois irmãos, esse amor incondicional, só seu, tem que ser dividido. Jack terá que aprender também a lidar com o comportamento de um pai que vive obcecado pelo sucesso dos filhos de uma forma muito pouco saudável. Este equilíbrio frágil é um dia perturbado por um acontecimento trágico…
O cineasta Terence Malick e o único autor norte americano na competicao de Cannes. Regressa ao festival pela primeira vez desde 1978 quando ganhou o Grande Prémio do Júri com "Dias do Paraíso". A sua condição de cineasta que apura demoradamente os seus filmes suscita sempre imensa expectativa. "A Árvore da Vida" e a sua quinta longa-metragem.
Realizador: Terrence MALICK
Elenco: Brad Pitt, Sean Penn, Jessica Chastain
Duração: 134m
Género: Drama, Fantasia
Data de Estreia-Portugal:




Título: LA SOURCE DES FEMMES
  Passa-se nos dias de hoje, numa aldeiazinha, algures entre a África do Norte e o Médio Oriente. As mulheres vão buscar água à fonte, no cimo da montanha, sob um sol de rachar, e isso desde a noite dos tempos. Leila, recém-casada, propõe às mulheres de fazer a greve do amor: não há carinhos nem sexo enquanto os homens não trouxerem água à aldeia. O Festival de Cannes promoveu a renovação do actual cinema romeno mas nunca tinha seleccionado uma obra de Radu Mihaileanu. O realizador de "O Concerto" estreia-se em Cannes na competição
Realizador: Radu MIHAILEANU
Elenco: Leïla Bekhti, Hafsia Herzi, Hiam Abbass
Duração: 136m
Género: Comédia, Drama
Data de Estreia-Portugal:




Título: HARA-KIRI: DEATH OF A SAMURAI   Hanshiro (Ebizo Ichikawa ) é um samurai com poucos recursos, mas que quer morrer dignamente. Para tal, pede ajuda a Kageyu (Koji Yakusho), que, para o demover, lhe conta a história trágica de Motome (Eita), um outro jovem samurai que lhe pedira o mesmo. Hanshiro comove-se, mas mantém a sua decisão de morrer de forma digna. Na altura de cometer hara-kiri, o ritual japonês de suicídio, o seu último desejo é ser assistido por três tenentes de Kageyu, que estranhamente desapareceram. Questionado por Kageyu, Hanshiro revela a sua ligação a Motome e conta-lhe a história das suas vidas, justificando a prova de força que encetou por espírito de vingança.
Takeshi Miike é um dos dois autores de nacionalidade japonesa na competição de Cannes, onde nunca tinha marcado presença, apesar de uma extensa filmografia com mais de 80 filmes. Os seus épicos violentos com samurais costumam fazer as delícias em sessões de festivais como o Fantasporto. Tem a honra de ser o primeiro realizador a apresentar um filme 3D na competição de Cannes.
Realizador: Takashi MIIKE
Elenco: Ebizo Ichikawa, Koji Yakusho, Hikari Mitsushima e Eita
Duração: 126m
Género:  Drama
Data de Estreia-Portugal:




Título: HABEMUS PAPAM   Após a morte do Papa, o Conclave reúne-se a eleger o seu sucessor, mas até que se veja fumo branco são necessárias várias votações. O novo cardinal eleito não parece apto a suportar o peso das responsabilidades a que o lugar o obriga. Angustiado, deprimido e com receio de falhar, a solução mais evidente parecer ser a de arranjar um terapeuta para este novo Papa…
Nanni Moretti é um dos três cineastas premiados com a Palma de Ouro presentes na competição deste festival. Desde 1978 o realizador apresentou seis filmes em Cannes. Ganhou a Palma de Ouro com "O Quarto do Filho" (2001) e o prémio de melhor realizador com "Querido Diário" (1994).
Realizador: Nanni MORETTI
Elenco: Michel Piccoli, Nanni Moretti, Jerzy Stuhr
Duração: 104m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:




Título: WE NEED TO TALK ABOUT KEVIN
  Quando Kevin (Ezra Miller) nasceu, Eva (Tilda Swinton), a sua mãe, deixou o emprego e as suas ambições profissionais para se dedicar exclusivamente ao filho. A comunicação entre ambos desde cedo se revela problemática. Mas Eva não podia adivinhar que, em plena adolescência, Kevin cometeria um homicídio em massa numa escola. Dividida entre a culpa e o sentimento materno, Eva encontra uma estranha forma de aliviar o seu sofrimento, escrevendo cartas ao seu ex-marido.
A escoceca Lynne Ramsay, 42 anos, é uma das quatro realizadoras na competição. É a primeira vez que está nomeada para a Palma de Ouro. Apresentou os seus filmes anteriores, "Ratcatcher" e "Morvern Caller" em áreas paralelas do festival, tendo obtido bom acolhimento crítico. 
Realizador: Lynne RAMSAI
Elenco: Tilda Swinton, John C. Reilly, Ezra Miller
Duração: 110m
Género: Drama, Thriller
Data de Estreia-Portugal:

 

Titulo: MICHAEL   O filme centra-se nos cinco últimos meses da vida comum, forçada, de Wolfgang (David Rauchenberger), 10 anos com Michael (Michael Fuith), 35 anos. O realizador austríaco  Markus Schleinzer teve uma ascensão meteórica, sendo um dos dois estreantes na competição. Mas a sua história é muito singular, porque ele passou de director de casting (escolheu os actores de "Laço Branco", de Michael Haneke) a actor e, posteriormente, a realizador, vendo a sua primeira obra ser seleccionada para Cannes. "Michael" é o único filme falado em alemão na competição.
Realizador: Markus SCHLEINZER
Elenco: Michael Fuith, David Rauchenberger, Christine Kain
Duração: 96m
Género: Drama
Data de Estreia-Portugal:

     
Título: THIS MUST BE THE PLACE   Cheyenne (Sean Penn) é uma antiga estrela de rock que, aos 50 anos, mantém um estilo gótico e vive das suas rendas em Dublin. Ao regressar a Nova Iorque, por morte do pai com quem não mantinha nenhum laço há mais de 30 anos, descobre que este tinha uma obsessão: vingar a humilhação que havia sofrido em Auschwitz por parte de um ex-soldado nazi. Cheyenne toma esta perseguição como sua e mergulha numa viagem através da América. Uma busca que o levará a (re)encontrar-se e reconciliar-se consigo próprio.
Paolo Sorrentino tem feito todo o seu caminho na selecção oficial do festival de Cannes. Este é o seu quarto filme consecutivo a ser incluído na competição onde já recebeu o prémio do júri com "Il Divo - A Vida Espectacular de Giulio Andreotti", em 2008. Regressa com um filme onde dirige um elenco internacional liderado por Sean Penn.
Realizador: Paolo SORRENTINO
Elenco: : Sean Penn, Judd Hirsch, Eve Hewson
Duração: 118m
Género: Drama, Policial, Thriller
Data de Estreia-Portugal:

     
Título: MELANCHOLIA   A propósito do casamento de Justine (Kirsten Dunst) e Michael (Alexander Skaarsgärd), Claire (Charlotte Gainsbourg) oferece a sua casa para a luxuosa festa de comemoração. No momento em que esta decorre, o planeta Melancholia move-se em direção à Terra. De que forma a possível colisão irá afetar a relação entre as duas irmãs
Desde 1984 que Lars Von Trier mantém um apresença regular no festival de Cannes. Este é o nono filme que apresneta, tendosido premiado com "Europa" (prémio técnico, contribuição artística e prémio do júri), "Ondas de Paixão" (grande prémio do júri) e "Dancer in the Dark" (Palma de Ouro).
R)alizador: Lars VON TRIER
Elenco: Kirsten Dunst, Charlotte Gainsbourg, Kiefer Sutherland
Duração: 130m
Género: Drama, Ficção Científica, Thriller
Data de Estreia-Portugal:
       
Título: DRIVE   Tudo corria bem na vida do duplo acrobático: tinha uma vida tranquila e anónima de dia e à noite transformava-se num piloto de automóveis por conta da máfia. Os problemas surgiram no dia em que um dos assaltos em que ajudou a máfia correu mal, resultando numa perseguição infernal. E agora ele vai querer vingar-se de quem o traiu…
O dinamarquês Nicolas Winding Refn cresceu em Copenhaga até aos 8 anos e depois mudou-se para Nova Iorque, onde viveu até aos 17 anos, idade em que regressou à Dinamarca. "Drive" é o seu primeiro filme na competição de Cannes. Refn tornou-se conhecido com "Valhalla Rising - Destino de Sangue, que recebeu dois prémios na edição do Fantasporto 2010.
Realizador: Nicolas WINDING REFN
Elenco: Ryan Gosling, Carey Mulligan, Ron Perlman
Duração: 100m
Género: Ação, Drama
Data de Estreia-Portugal:
       
Título: THE ARTIST
  1927, Hollywood. Na era do cinema mudo, tudo corre de feição ao ator George Valentin (Jean Dujardin). Mas o cinema sonoro vem alterar a sua condição de vedeta, votando-o ao esquecimento. Chega então a época de Peppy Miller (Bérénice Bejo) ser catapultada para o estrelato.
A última obra a ser incluída na competição é de um fealziador francês que nunca esteve presente no festival de Cannes. Michel Hazanavicius tornou-se conhecido através da série "Agente 117".
Realizador: Michel HAZANAVICIUS
Elenco: Jean Dujardin, Bérénice Bejo, John Goodman
Duração: 100m
Género: Romance
Data de Estreia-Portugal:

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cannes 2011