Sony não quer pagar os óculos 3D
Filmes em 3D: quem vai pagar os óculos?

3D  

Sony não quer pagar os óculos 3D

Nos EUA, os estúdios Sony querem deixar de pagar a sua parte de despesas com os óculos para os filmes a três dimensões. Mas será que os exibidores estão dispostos a assumir os respectivos custos?

Artigo recomendado:
Sony não quer pagar os óculos 3D
Box Office
Cameron prevê fim de preços premium das sessões em 3D Continua o debate sobre as três dimensões. Cineastas consagrados lançam opiniões e preparam novos projectos enquanto análises de audiência ...

Os estúdios Sony anunciaram uma decisão drástica em relação aos custos envolvidos com as projecções de filmes a três dimensões. Assim, a partir do próximo ano, nas salas dos EUA, deixarão de comparticipar nos custos com os óculos necessários para assistir aos seus lançamentos em 3D. A medida será aplicável a partir de Maio de 2012, quando a Sony lançar "Men in Black III" e "The Amazing Spider-Man".

Espera-se uma reacção veemente dos exibidores que, aliás, em 2009, perante uma situação semelhante, quando a 20th Century Fox quis reduzir a zero as suas despesas com os óculos para "A Idade do Gelo 3", se recusaram a aceitar tal hipótese (a Fox acabou por recuar, assumindo os custos inicialmente previstos). Além do mais, há uma baixa gradual e significativa no consumo de filmes 3D, com todos os agentes industriais e comerciais preocupados com a rentabilização dos investimentos já feitos.

O problema agrava-se pelo facto de diferentes sistemas 3D exigirem óculos com características distintas. Há quem defenda a implementação de uma lógica já tentada em alguns países: sugere-se que o consumidor adquira os seus próprios óculos (naturalmente, reutilizáveis), oferecendo como contrapartida alguns descontos num determinado conjunto de bilhetes.

por
publicado 23:23 - 28 setembro '11

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Norte-americano3D