THOMPSON, Emma
"Regresso a Howards End" — Oscar de melhor actriz

DVD Memória  

THOMPSON, Emma

Com uma sólida formação teatral, a inglesa Emma Thompson tem uma notável e versátil carreira cinematográfica — e já ganhou dois Oscars, um de interpretação, outro de argumento.

Reencontramos Emma Thompson no centro do filme “A Balada de Adam Henry”: inglesa, nascida em Londres em 1959, ela é, muito simplesmente, uma das grandes actrizes contemporâneas, como tal consagrada com um Oscar no filme de 1992, “Regresso a Howards End”. O certo é que ela ganhou um segundo Oscar, não a representar, mas como argumentista.

Evocamos, por isso, “Sensibilidade e Bom Senso”, produção de 1995 realizada por Ang Lee, adaptando o romance clássico de Jane Austen sobre uma família na transição dos séculos XVIII/XIX. Emma Thompson interpretava um dos papéis principais e era também a autora da adaptação que lhe valeu, precisamente, o Oscar de melhor argumento adaptado.


Da ambiência cómica de “Escândalos do Candidato” (1998) ao drama de “Sozinhos em Berlim” (2016), passando pelo humor infantil de “Nanny McPhee” (2005), Emma Thompson distingue-se por uma versatilidade sem esforço, sem ostentação, mesmo quando, como "Em Nome do Pai" (1993), tem um papel secundário.

O seu talento cinematográfico está visceralmente ligado a uma sofisticada formação teatral. E, nessa medida, a uma capacidade de transfiguração que se tem afirmado também na televisão. Seja como for, atrevo-me a dizer que o seu papel mais popular será em “Os Despojos do Dia”, de 1993, ao lado de Anthony Hopkins — o filme, baseado num romance de Kazuo Ishiguro, persiste como um objecto eminentemente popular.

por
publicado 14:31 - 23 setembro '18

Recomendamos: Veja mais Artigos de DVD Memória