Tabu soma menções e estreia-se em França

Cinema Português  

"Tabu" soma menções e estreia-se em França

A mais recente obra de Miguel Gomes está em exibição nos cinemas franceses e recebe novas distinções de duas revistas especializadas.

O filme "Tabu", de Miguel Gomes, vai estrear-se na quarta-feira em 46 salas de cinema francesas, anunciou a produtora O Som e a Fúria, num ano de prémios e elogios para o realizador português.

"Tabu" chega aos cinemas franceses - seis salas em Paris e 40 espalhadas por França - pouco depois de ter sido eleito um dos dez melhores filmes de 2012 pelas revistas especializadas Cahiers du Cinema (França) e Sight & Sound (Reino Unido).

Na publicação inglesa, "Tabu" surge como o segundo melhor filme do ano, num top que inclui ainda "The Master", de Paul Thomas Anderson, "Amor", de Michael Haneke, "Holy Motors", de Leo Carax, ou "The Moonrise Kingdom", de Wes Anderson.

A Sights & Sounds enaltece o uso do preto e branco para retratar a memória e o passado, esse "país estrangeiro", sem que Miguel Gomes se leve demasiado a sério a retratar as paixões de juventude em África.

De acordo com a produtora, coincidindo com a estreia em França, na quarta-feira será editado o livro "No Sopé do Monte Tabu - O Cinema de Miguel Gomes", de Cyril Neyrat, antigo crítico da publicação Cahiers du Cinema, com selo da editora Independencia.

Até ao final do ano, "Tabu" terá ainda estreia comercial pelo menos na Alemanha e nos Estados Unidos. Em 2013 seguirá para a Suíça.

Este é um ano de internacionalização do cinema de Miguel Gomes, de 40 anos, depois de ter recebido em fevereiro os prémios da crítica e de inovação no festival de Berlim, na Alemanha.

Foi finalista do Prémio LUX de Cinema Europeu, atribuído pelo Parlamento Europeu, premiado no Festival de Las Palmas, em Espanha, no festival Avvantua, na Croácia, e no Festival de Cinema de Ghent, na Bélgica.

Por causa de "Tabu", Miguel Gomes esteve na semana passada no festival de cinema de Turim, em Itália, que lhe dedicou uma retrospetiva integral da obra.

"Tabu", uma co-produção entre Portugal, França, Alemanha e Brasil, é um filme sobre a memória e sobre o passado, focado na personagem Aurora, uma mulher que viveu amor e traição em África e que, recorda esses tempos já durante uma velhice solitária e amargurada.

O filme, protagonizado por Ana Moreira, Laura Soveral, Carlotto Cota e Teresa Madruga, é inteiramente a preto e branco e, na segunda parte, os atores não falam, ouvindo-se apenas o narrador e a banda sonora, em jeito de homenagem de Miguel Gomes ao cinema mudo.

Quando o filme estreou no Reino Unido o jornal Telegraph escreveu: "É um filme que conhece o cinema por dentro e por fora e usa-o para fazer magia pura".

Miguel Gomes é autor das longas-metragens "Querido Mês de Agosto" e "A cara que mereces" e de curtas como "Kalkitos", "Inventário de Natal" e "Entretanto".

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Português