Um Último Golpe lidera box office norte-americano em crise profunda

Box Office fim-de-semanaBox Office  

"Um Último Golpe" lidera box office norte-americano em crise profunda

A exibição cinematográfica enfrenta grandes dificuldades apesar de tímidos sinais de reabertura em Los Angeles e Nova Iorque.

O box office norte-americano prossegue a sucessão de fins de semana paupérrimos. "Um Último Golpe", com Liam Neeson, continua na frente, mas quebrou 43% em relação ao resultado já de si fraco obtido uma semana antes. Agora, o líder ficou-se pelos $2,4 milhões de dólares. Também não houve alteração no segundo lugar com a comédia "The War With Granpa" a somar $1,9M. A melhor estreia só aparece em #3. "The Empty Man", da 20th Century Studios, terminou os primeiros três dias nas salas com $1,3M.

Entretanto, a reabertura das salas nos dois estados mais influentes, Nova Iorque e Califórnia, permanece cheia de incógnitas e problemas. As salas dentro das cidades de Los Angeles e Nova Iorque ainda estão fechadas. Nesta última há notícias de planos para recomeçar a atividade nos bairros com menos infeções, mas nada está garantido e só os exibidores nos arredores tiveram luz verde para retomar as sessões, tal como na metrópole da costa oeste onde, esta semana, novos condados vão juntar-se à lista de locais onde será possível ver cinema em sala.

O Variety cita dados da ComScore, que recolhe e trata dados de audiência de cinema: embora seja permitido reabrir salas de cinema em 85% do território, apenas 49% optou por fazê-lo. Um dos maiores circuitos, a Regal, considera mesmo que não vale o esforço nas presentes condições e mantém 536 cinemas fechados. Além das restrições na lotação das salas e da falta de filmes que chamem público, os exibidores queixam-se sobretudo da impossibilidade de vender comida e bebida nas instalações, uma medida que lhes corta a principal fonte de receitas.


por
publicado 20:24 - 27 outubro '20

Recomendamos: Veja mais Artigos de Box Office fim-de-semanaBox Office