Um clássico sempre moderno
Simão, por Tomás Alves, uma figuração da adolescência tumultuosa

Mais CinemaMais CinemaCinema PortuguêsDramaMais CinemaMais Cinema  

Um clássico sempre moderno

Depois de várias adaptações, incluindo a de Manoel de Oliveira, o realizador Mário Barroso revista o clássico de Camilo Castelo Branco. Em vez de uma adaptação propõe uma reactualização.

Mário Barroso considera que não vale a pena adaptar novamente, em cinema, o romance de Camilo Castelo Branco. Interessou-lhe explorar o amor como possibilidade de revolta, na actualidade. Por isso, este novo filme acentua os traços destrutivos e suicidários do protagonista Simão, em detrimento do drama trágico sobre o amor proibido entre Simão e Teresa.

Nesta nova leitura do clássico, Mário Barroso concentra-se na figura masculina de Simão, na revolta que o motiva, nos traços impetuosos com que desafia tudo e todos. Um adolescente sem causas mas com uma fúria desmedida, que vê em Teresa (será que vê?), a materialização de uma meta inatingível.

Tomás Alves, o jovem actor que deu corpo a Simão, confessa que não tinha lido o romance. Acabou por mergulhar no livro sem se preocupar em aproximar a sua composição à personagem criada por Camilo Branco. Simão é um jovem actual, ferido na alma por uma série de disfunções familiares à sua volta. É um adolescente em fúria, contra os males dos dias de hoje.

O amor impossível de Simão é interpretado por Ana Moreira, a personagem mergulhada nas sombras e reflexos, explorados por Mário Barroso, que tem carreira feita como director de fotografia ao lado de Manoel de Oliveira ou João César Monteiro.

Depois do primeiro filme com um olhar sobre a fé, na adaptação do livro "O Milagre Segundo Salomé", Mário Barroso aventura-se com segurança nesta releitura actual do "O Amor de Perdição".

UM AMOR DE PERDIÇÃO

De Mário barroso
com Tomás Alves, Catarina Wallenstein, Virgílio Castelo
Drama
81m
M/12
PORTUGAL
2008

Antevisão de Lara Marques Pereira com excertos das entrevistas a Mário Barroso e Tomás Alves


por
publicado 12:48 - 30 abril '09

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais CinemaMais CinemaCinema PortuguêsDramaMais CinemaMais Cinema