Um western com tema histórico
Tommy Lee Jones e Hillary Swank numa viagem no antigo oeste.

Cannes 2014: THE HOMESMAN, de Tommy LEE JONES  

Um western com tema histórico

Através do seu novo western, exibido na competição do festival de Cannes, Tommy Lee Jones confirma que é um realizador com um olhar muito próprio.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 Um western com tema histórico
The Homesman Em 1854, Maria Bee Cuddy, uma nativa forte e independente do Nebraska transporta três mulheres loucas. No caminho para o Iowa, ela salva a vida de um vagabundo. Os dois unem esforços e enfrentam a dureza e os perigos de uma viagem no oeste selvagem.
Média Cinemax:
2.833

Tommy lee Jones retoma o género do western, mas com o realizador e ator um western não é apenas um western.

Já tínhamos percebido isso com "Três Enterros de um Homem" (2005) e agora tornou-se mais claro com "The Homesman", um filme sobre uma mulher solteira que aceita a tarefa de transportar três mulheres loucas até uma paróquia onde podem ser acolhidas e tratadas.

A jornada permite observar a agressividade natural da paisagem e dos elementos, bem como os perigos que espreitam os viajantes. Esse é o dispositivo do western que Tommy Lee Jones utiliza para fazer um filme com dimensão histórica sobre o difícil papel da mulher solteira que é obrigada a suportar todas as tarefas sem o apoio do homem.

Hillary Swank molda muito bem essa personagem, assumindo mais um papel de mulher dura mas com enorme carácter. Esse traço é acentuado no confronto com Tommy Lee Jones que interpreta um renegado que ajuda esta mulher.

Nove anos depois de "Três Enterros", Tommy Lee Jones regressou ao festival com a sua segunda longa metragem - é um intervalo muito grande mas o filme confirma as qualidades de realizador. Aos 68 anos parece ter condições para trilhar o caminho de Clint Eastwood, e distinguir-se como autor, um estatuto que o festival de Cannes já lhe confere.

por
publicado 06:56 - 19 maio '14

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cannes 2014